PUB

chamusca variacoes

PUB

cms generico

A GNR anunciou esta sexta-feira, 25 de Novembro, a detenção, na Azambuja, de três jovens, com idades compreendidas entres os 21 e os 23 anos. Os detidos são suspeitos de terem furtado alumínio do interior de um estabelecimento, tendo sido surpreendidos pelos militares no interior de uma viatura ligeira de mercadorias, com o material furtado, de valor estimado a rondar os 2.000 euros.

Em comunicado, a GNR acrescenta que o alumínio e a viatura foram apreendidos, tal como a viatura. Quanto aos três jovens, foram constituídos arguidos, sujeitos a termos de identidade e residência e notificados para comparecer no Tribunal Judicial do Cartaxo, na segunda-feira, dia 28.

Autarcas, empresários e utentes do Médio Tejo ficaram apreensivos com a promulgação, pelo presidente da república, do diploma que sujeita as autoestradas até agora sem custos para o utilizador (SCUT) à cobrança de portagens.

As críticas coincidem em vários pontos, sobretudo nos constrangimentos que as portagens vão causar à economia local e regional na A23, no eixo que faz a ligação a Torres Novas. Outro ponto lembrado por várias vozes é o facto de existir um conjunto de serviços partilhados à escala do Médio Tejo, nomeadamente na saúde e envolvendo uma complementaridade de serviços nos três hospitais que servem a região - Abrantes, Tomar e Torres Novas -, que vão ficar altamente prejudicados.

O anúncio da promolgação, datada de 16 de novembro, foi feito esta sexta-fira, 25, pelo Presidente da República na sua página oficial no facebook. O diploma aguarda apenas a publicação em Diário da República para se tornar oficicial.

De Janeiro a outubro desde ano, o número de pessoas carenciadas apoiadas pela delegação de Santarém do Banco Alimentar aumentou 7 por cento em relação a 2010. Com a crise instalada, o cenário prevê-se ainda mais difícil para os próximos tempos, o que faz a instituição apelar à contribuição de todos na campanha que se realiza este fim de semana, 26 e 27 de Novembro.

Apesar do Banco Alimentar ir diversificando a forma de angariar alimentos, sobretudo junto de produtores e grandes superfícies, as duas campanhas anuais de recolha destinadas ao grande público têm ainda uma grande importância, contribuindo com quase metade do valor global de alimentos recolhidos.

Para se ter uma ideia da importância do Banco Alimentar de Santarém no apoio às famílias carenciadas, basta dizer que em 2010 a instituição apoiou 5.791 pessoas, número que não pára de subir, tendo chegado no final de Outubro deste ano às 6.165 pessoas.

O presidente do Banco Alimentar contra a Fome de Santarém, Ramiro Matos, revelou ao Rede Regional que apesar dos apoios serem distribuídos indirectamente através de Instituições Particulares de Solidariedade Social, há cada vez mais gente a contactar o banco directamente, dando conta de situações de grande carência.

O aumento do número de pessoas apoiadas pelo Banco Alimentar de Santarém através das 57 instituições parceiras – eram 49 em 2010 – só tem sido possível com um esforço cada vez maior junto de produtores e comerciantes para recolher os alimentos que estão a chegar ao final do prazo. Ramiro Matos revela, por exemplo, um caso recente em que a instituição recebeu 6 paletes de caixas de atum em conserva que não entraram no circuito comercial porque as latas estavam ligeiramente amolgadas. “De Fevereiro até hoje já recolhemos cerca de 40 toneladas de frescos junto de produtores e hipermercados”, acrescentou.

Com 121 toneladas de alimentos recolhidos no primeiro semestre deste ano, o presidente do Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém espera uma boa adesão das pessoas na campanha de recolha de sábado e domingo, de forma a, no final do ano, ultrapassar as 253 toneladas conseguidas durante todo o ano de 2010.

A Campanha vai mobilizar, em todo o pais cerca de 34.000 pessoas que, a título voluntário, recolhem as contribuições efectuadas nos estabelecimentos comerciais, as transportam e arrumam nos armazéns dos dezanove bancos alimentares em actividade. Os produtos mais necessários são os bens não perecíveis, como leite, conservas, azeite, açúcar, farinha, bolachas, massas, óleo, etc.

Em simultâneo com a campanha tradicional de recolha vai ainda decorrer até 6 de Junho a campanha "Ajuda Vale", em todas as lojas das cadeias Dia/Minipreço, El Corte Inglês, Jumbo/Pão de Açúcar, Lidl, Continente e Pingo Doce.

Nesses estabelecimentos serão disponibilizados, em suportes próprios, vales de produtos seleccionados (como azeite, óleo, leite, salsichas e atum). Cada cupão representa uma unidade do produto (por exemplo, "1 litro de azeite", "1 litro de leite", etc.).

A campanha deste fim-de-semana prevê também a angariação de produtos através de uma plataforma electrónica. Saiba mais em www.bancoalimentar.pt.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 588 visitantes e 0 membros em linha