PUB

chamusca covid continua
Slide thumbnail

PUB

santarem embreve


Um reformado que reside em Abrantes apresentou duas queixas-crime por agressão na PSP contra duas alegadas prostitutas e um “amigo” destas, que o sovaram com violência na via pública já por duas vezes.

A segunda agressão, segundo relatou à Rede Regional a vítima, ocorreu no dia 18 de Agosto, à porta do prédio no centro histórico da cidade onde as mulheres atendem os clientes.

“Atravessaram-se à minha frente e, como a rua é estreita, tive que parar o carro. O homem, que eu nunca tinha visto mas que tem aí dois metros de altura, quase que me esmagou os braços contra a porta, e disse que me matava. Depois, deram-me murros até conseguir fugir”, conta o queixoso, de 69 anos, que já foi examinado no gabinete de medicina legal do Hospital de Abrantes por ordem do Ministério Público (MP).

Segundo este reformado do exército português, a primeira agressão ocorreu a 11 de Agosto, em plena Praça Raimundo Soares (o largo da Câmara de Abrantes), quando se dirigiu à alegada arrendatária do imóvel, de nacionalidade brasileira, e a uma outra mulher, portuguesa, de 37 anos, da qual foi cliente assíduo durante cerca de três anos.

“Desataram-me à chapada e deixaram-me a cara toda negra só porque lhes perguntei a razão de terem mudado os nomes nos anúncios que colocam no jornal”, relata o homem, que diz agora viver “com muito medo” do que lhe possam fazer.

Com as queixas, a vítima pretende que as autoridades actuem contra o que diz ser um lupanar clandestino no centro histórico da cidade, na Rua José Estêvão, a poucas centenas de metros dos paços do concelho.

“Aquilo é um corrupio de homens durante todo o dia. Todos os vizinhos sabem do que lá se passa, sentem-se incomodados mas têm medo de falar”, afirma o reformado, explicando que os encontros com as mulheres são marcados através de anúncios publicados em jornais.

“Basta ligar para os números que quem atender dá logo a indicação da morada”, garante.

O homem também já denunciou por escrito a situação à Câmara de Abrantes. Como não se enquadra dentro das suas competências, o município respondeu-lhe para se dirigir à PSP.

A PSP realizou na madrugada deste domingo uma operação simultânea nas cidades de Santarém, Torres Novas e Entroncamento, que levou à detenção de cinco pessoas, uma por posse de arma ilegal, três por condução sob o efeito do álcool e uma por falta de habilitação legal para conduzir.

A operação, que a PSP descreve como “de prevenção geral da criminalidade e de fiscalização rodoviária”, com o intuito de aumentar a segurança de pessoas e bens e reduzir os índices de criminalidade e sinistralidade rodoviária, foram fiscalizadas cerca de 200 viaturas, tendo duas ficado apreendidas.

A acção fiscalizadora levou ainda á elaboração de 23 autos de contra-ordenação, dos quais 11 por condução sob o efeito do álcool, 2 por falta de inspeção periódica, 1 por falta de seguro e 9 por outras infrações ao Código da Estrada. Foram ainda elaborados 2 autos de ocorrência por posse de produto estupefaciente (haxixe).


Um funcionário da Junta de Freguesia de Malhou, concelho de Alcanena, ficou ferido com bastante gravidade na sequência de uma colisão frontal entre um ligeiro de passageiros e um pesado de mercadorias, ocorrida por volta das 3 horas da madrugada de sexta-feira, 24 de Agosto, na EN3 em Torre do Bispo, Santarém.

Mário Gomes, de 41 anos, foi transportado num helicóptero do INEM para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde permanece internado na unidade de cuidados intensivos, com prognóstico reservado.

A vítima era o condutor do carro que, por razões que estão a ser investigadas pela GNR, foi embater de frente no camião que seguia no sentido Torres Novas – Santarém, numa zona de recta.

O acidente, segundo informações dos bombeiros voluntários de Pernes, provocou ainda dois feridos ligeiros, um homem de 28 anos que viajava com Mário Gomes, e o condutor do pesado, de 45 anos. Ambos receberam assistência no Hospital de Santarém e tiveram alta durante a madrugada.

O socorro foi prestado pela VMER de Santarém e pelos bombeiros voluntários de Pernes, que enviaram ao local 11 elementos, três ambulâncias e uma viatura de desencarceramento, que acabou por não ser utilizada.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

  • jorge_malacas.jpg

PUB

rede regional banner contactos essenciais

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 711 visitantes e 0 membros em linha