PUB

chamusca variacoes

PUB

cms generico

A 2ª edição da iniciativa “o desporto é solidário” angariou um total de 7.747 euros, que a Scalabisport distribuiu pelas três instituições apoiadas este ano, o Lar de Santo António, a Fundação Luíza Andaluz e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém.

A cerimónia de encerramento desta iniciativa decorreu na segunda-feira, 23 de Janeiro, no salão nobre da Câmara Municipal de Santarém, onde o vereador com o pelouro do desporto, João Leite, e os membros do conselho de administração da empresa municipal, Luís Arrais, António Anjinho e Inês Barroso fizeram a entrega dos cheques de 2.582 euros a cada uma das instituições.

Além da entrega dos donativos recolhidos durante a campanha solidária, a cerimónia serviu também prestar homenagem ao trabalho que estas três entidades desenvolvem.

Três dos quatro trabalhadores da CP que responderam pelo acidente ferroviário em que um agente da PSP perdeu parte do rosto foram condenados a um ano de prisão, com pena suspensa por igual período. São eles o maquinista, o inspector de tracção e o chefe da equipa de material, que foram considerados culpados de um crime de ofensa à integridade física grave por negligência, ao permitirem por desleixo que uma composição avariada circulasse entre Santa Apolónia e o Entroncamento, a 6 de Janeiro de 2003.

O operador de material que fazia parte da acusação inicial do Ministério Público foi absolvido, tendo o juiz Duarte Silva considerado que este arguido, que ocupava o cargo mais baixo na cadeia hierárquica, se limitou a cumprir ordens superiores e não teve qualquer acção directa no acidente que vitimou Paulo Monteiro.

Ao agente da PSP, que pedia uma indemnização provisória nunca inferior a 75 mil euros, foram atribuídos 45 mil euros, a pagar solidariamente entre os três arguidos condenados e a CP. Este valor é para já provisório porque o tribunal considerou que o valor final não é para já possível de calcular, uma vez que Paulo Monteiro ainda não terminou os tratamentos de reconstrução facial que duram há quase oito anos.

Segundo explicou à Rede Regional Fátima Paixão de Matos, advogada da CP, os 45 mil euros serão descontados na futura indemnização total que poderá vir a ser discutida em tribunal ou alvo de um acordo entre as partes. Questionada sobre se a CP vai assumir a parte desta indemnização que cabe a cada um dos três trabalhadores condenados (12.500 euros cada), Fátima Paixão de Matos adiantou que esse assunto ainda vai ser discutido pelo conselho de administração da empresa.
 

À saída da leitura da sentença, que se realizou na terça-feira, 24 de Janeiro, no Tribunal de Santarém, o advogado de Paulo Monteiro mostrou-se satisfeito pelo facto do juiz ter optado por aplicar pena de prisão, ainda que suspensa, do que uma simples multa aos arguidos. “Estamos a falar de um caso de negligência muito grave, em que falhas sucessivas de actos humanos resultaram na quase morte de uma pessoa”, sublinhou Francisco Espinhaço, que não quis para já adiantar se pondera ou não recorrer da indemnização atribuída ao seu constituinte.

Recorde-se que o acidente ocorreu a 6 de Janeiro de 2003, entre as estações de Mato Miranda e Vale de Figueira, quando o comboio de passageiros 832, em que seguia Paulo Monteiro, se cruzou com a composição 4415, com destino ao Entroncamento, para reparação e em excesso de velocidade, como ficou provado em tribunal.

Uma rosca de quatro quilos do freio da composição soltou-se e atingiu o polícia na cara, ao quilómetro 88 da Linha do Norte. Paulo Monteiro já foi submetido a 42 operações cirúrgicas numa clínica brasileira e os tratamentos ainda não acabaram.

Onze elementos dos Bombeiros Municipais de Santarém vão realizar formação com vista ao ingresso na carreira de bombeiro municipal profissional, a partir do dia 1 de fevereiro.
O curso tem 1041 horas de formação e será ministrado por 21 formadores. Trata-se de elementos dos Bombeiros Municipais de Santarém, dos Bombeiros Municipais de Leiria, do Cartaxo e de Tomar, reconhecidos pela Escola Nacional de Bombeiros e pelo CEFA - Centro de Estudos e Formação Autárquica, contando igualmente com formadores externos, com experiência profissional reconhecida.
A formação vai ter lugar até 31 de Agosto e decorre entre as 8h00 e as 17h00, sendo a parte teórica ministrada na sala de formação dos Bombeiros Municipais de Santarém e nas instalações da antiga Escola Prática de Cavalaria, devidamente adaptadas à componente prática do Curso.
Esta formação tem como principal objetivo reforçar o quadro dos Bombeiros Municipais de Santarém, de modo a aumentar a capacidade de resposta e por inerência a qualidade do socorro prestado à população.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 631 visitantes e 0 membros em linha