PUB

chamusca covid

PUB

cms fiqueemcasa


O enfermeiro do Hospital de Santarém que colocou o pénis erecto na mão de duas pacientes vai manter-se em liberdade, mas o Tribunal da Relação de Évora agravou em 6 mil euros a indemnização cível que vai ter que pagar a uma das queixosas, de 20 anos.

Em Abril do ano passado, o Tribunal de Santarém considerou-o culpado de um crime de coacção sexual e outro de abuso sexual de pessoa internada, condenando-o a uma pena única de 4 anos de prisão, em cúmulo jurídico e suspensa por igual período.

O recurso interposto pela jovem foi no sentido de pedir o cumprimento do tempo efectivo de reclusão, considerando existir perigo real da continuação da actividade criminosa, mas os juízes desembargadores alteraram apenas a parte cível, passando a indemnização por danos morais e patrimoniais de 6.050 para 12.050 euros.

O enfermeiro, que entretanto voltou ao trabalho no Hospital de Santarém, tem dois anos para pagar esta quantia à vítima ou cumpre pena, segundo o acórdão da Relação, a que a Rede Regional teve acesso.

O arguido, de 31 anos, também recorreu da decisão de primeira instância, reafirmando-se inocente e considerando que o Tribunal de Santarém fez um má valoração da prova produzida durante o julgamento, ao dar total crédito aos relatos das vítimas e ao não considerar alguns relatórios juntos aos autos pela sua defesa, mas os factos dados como provados não foram alterados.

O caso remonta a 23 de Março de 2009, dia em que as duas queixosas, de 20 e 49 anos, recorreram às urgências do Hospital de Santarém, onde o arguido estava de serviço.

O tribunal deu como provado que o enfermeiro, mesmo dentro das salas de tratamento do hospital, conseguiu isolá-las e induzir-lhes uma substância que provoca sonolência, tendo aproveitado essa circunstância para colocar o seu órgão sexual erecto nas mãos das pacientes.

O parque de estacionamento subterrâneo situado em frente à Câmara do Cartaxo abriu esta quarta-feira, 20 de junho. A abertura aconteceu às 18h00, mais de oito meses depois do presidente da República ter inaugurado o Parque Central do Cartaxo, onde a infraestrutura se insere.

Segundo o presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Paulo Varanda, só hoje, após uma vistoria, “ficaram reunidas todas as condições técnicas para que este novo espaço passe a servir a cidade e o concelho”.

A abertura do parque vem mesmo a tempo para as Festas do Cartaxo, que se realizam mesmo na parte central da cidade, uma zona que a partir de agora terá mais 200 lugares de estacionamento. Durante os festejos, o parque vai ter um horário alargado, das 7h00 às 4h00, sendo que, findos os festejos, o horário de funcionamento será entre as 7h00 e as 24h00.

Outra boa notícia para os cartaxeiros, e todos os que deixarem o carro no novo parque, é que o estacionamento será gratuito até à definição final do funcionamento do parque, que terá ainda de ser aprovada em Assembleia Municipal, o que só deverá acontecer em Setembro. “Por este espaço ser novo e com características muito particulares, queremos que a proposta que vamos levar à assembleia seja o mais adequada e rigorosa possível e que dela façam parte, desde logo, os contributos que nos vão chegar dos utilizadores, da população, dos comerciantes.” , explica Paulo Varanda.

O Presidente de Câmara explicou refere ainda que “é vontade do Executivo que o tarifário seja resultado de uma avaliação ponderada entre a vivência desejada para o espaço, as necessidades dos utilizadores, a exigência de manutenção e segurança e o papel que queremos que tenha na dinamização do centro da cidade com as repercussões que virá a ter no comércio tradicional e na restauração. Sabemos as dificuldades que os cartaxeiros vivem e tê-las-emos em conta”, concluiu.

O presidente do Ténis Clube de Tomar, Francisco Leite, faleceu esta terça-feira, 19 de Junho, por volta da hora do almoço, após ter sofrido uma paragem cardio-respiratória enquanto jogava uma partida de ténis no complexo desportivo da cidade.

O INEM foi chamado ao local e os médicos ainda tentaram a reanimação, que se revelou infrutífera, tendo o dirigente, de 45 anos, falecido no local.

O corpo está em câmara ardente na Casa Mortuária de Tomar até amanhã, quinta-feira, de onde sairá, às 11h00, para Lisboa, onde será cremado no cemitério dos Olivais.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 1118 visitantes e 0 membros em linha