PUB

chamusca covid

PUB

banner cms vamostodosficarbem


Um homem de 50 anos foi condenado pelo Tribunal de Abrantes a cinco anos de prisão efectiva por ter abusado sexualmente de uma prima que tem um atraso cognitivo, e que chegou a estar grávida.

A mulher, de 42 anos, sofreu um aborto espontâneo já quase com oito meses de gestação, mas as perícias forenses realizadas ao feto provaram a existência da relação sexual que o familiar sempre negou.

O arguido estava acusado de ter abusado sexualmente da vítima várias vezes em sua casa, na aldeia de São Miguel do Rio Torto, Abrantes, entre Novembro de 2008 e Maio de 2009, mas o colectivo de juízes considerou provado apenas um único acto sexual, precisamente o que provocou a gravidez.

O homem, desempregado e primo em 3º grau da mulher, acabou condenado por um crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência agravado, mantendo-se em liberdade porque recorreu do acórdão.

Neste processo, o Ministério Público acusou ainda um cunhado da vítima do crime de violação, mas este arguido, um carpinteiro de 53 anos, acabou absolvido por não ter sido dado como provados os abusos sexuais de que era suspeito.

A mulher, vizinha dos arguidos, sofre de hipotiroídismo congénito com deficiência mental, e não tem capacidades cognitivas e intelectuais para avaliar a gravidade dos abusos de que estava a ser vítima.

Tem um atraso significativo a nível cognitivo e, apesar de capaz de realizar pequenas tarefas domésticas, é totalmente dependente de familiares e terceiros durante o dia-a-dia.

O caso foi denunciado à GNR de Abrantes em Junho de 2009, quando uma irmã e tutora legal da vítima descobriu que ela estava grávida de 14 semanas. Os arguidos, que optaram pelo silêncio durante as audiências de julgamento, negaram durante a fase de inquérito ter mantido relações sexuais com a deficiente.

Mais informação em:

Deficiente violada por cunhado e primo em Abrantes

Um casal de septuagenários morreu esta terça-feira à noite, cerca das 20h30, numa colisão frontal entre dois veículos numa estrada municipal da freguesia de Vale de Cavalos, concelho da Chamusca.

O acidente aconteceu quando um automóvel ligeiro embateu num quadriciclo para o qual não é necessária carta de condução, tendo vitimado os dois ocupantes – homem e mulher – deste último veículo.

Já na madrugada desta quarta-feira, 15 de agosto, na EN 118, em Samora Correia, concelho de Benavente, um outro acidente provocou dois feridos graves e um ligeiro. Neste caso tratou-se de um despiste de um veículo ligeiro junto do Campo de Tiro de Alcochete.

 

A PSP deteve um homem de 23 anos suspeito de ter assaltado uma residência de onde furtou ouro e jóias no valor aproximado de 2.200 euros.

O furto ocorreu cerca das 20h00 de domingo, 12 de agosto, na cidade do Entroncamento, tendo o suspeito sido encontrado horas depois com os objetos em seu poder.

O homem foi constituído arguido tendo-lhe sido aplicado Termo de Identidade e Residência, ficando a aguardar os desenvolvimentos do processo em liberdade.

Os objetos furtados, na foto, foram devolvidos ao seu dono.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 798 visitantes e 0 membros em linha