PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

A Polícia Judiciária (PJ) confirmou esta quinta-feira, 14 de março, a detenção de um jovem de 22 anos, suspeito de ter esfaqueado até à morte um homem de 30 anos.

Como o Rede Regional avançou na segunda-feira (leia AQUI), a vítima, Artur Sousa, morreu ao início da manhã de domingo no hospital de Abrantes, em consequência de ter sido esfaqueado numa rixa que ocorreu na noite de sexta-feira para sábado, no centro histórico de Tomar.

A vítima mortal esteve com vários amigos num bar e, à saída, acabou por se envolver numa briga com outros indivíduos na Praça da República.

Mesmo tendo fugido do local, o homem, que residia na freguesia de Casais, foi perseguido e agredido numa rua próxima do cine-teatro Paraíso, onde foi encontrado inanimado por volta das 5 horas da madrugada.

Ao prestar o socorro, o INEM não detetou de imediato que Artur Sousa tinha sido golpeado com um objeto perfurante, uma vez que a ferida não sangrava.

O corte só foi detetado durante a avaliação médica no hospital de Tomar, e motivou o transporte de urgência do homem para o hospital de Abrantes, onde acabou por falecer ao fim de quase um dia de internamento.

Hoje, a PJ veio confirmar a detenção do suspeito, com a profissão de embalador, que já foi presente às autoridades judiciárias competentes, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

NOTÍCIA RELACIONADA

Dois homicídios em Tomar num domingo sangrento

 

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta feira, 13 de março, a detenção de três pessoas e a realização de cerca de três dezenas de buscas em residências, escritórios de firmas comerciais e de transportes de combustível e bombas de gasolina na zona de Estoril, Azeitão, Almeirim, Santarém, Azambuja e Pombal.

Segundo a PJ, a “Operação Moscatel” decorria há cerca de dois anos, pela prática dos crimes de fraude fiscal qualificada, de fraude sobre mercadorias, introdução fraudulenta no consumo de produtos petrolíferos, falsificação de documentos, insolvência, eventual associação criminosa com vista à prática de crimes tributários, e branqueamento das vantagens provenientes da atividade criminosa, no sector petrolífero.

Da operação resultou a selagem de local de abastecimento de combustível, apreendidos cerca de cem mil litros de combustível adulterado, várias cisternas de transporte, cerca de trinta mil euros, cerca de dez mil libras e documentação variada como registos off-shore.

De acordo com os dados revelados, a forma de atuar dos suspeitos constituía-se na utilização de produtos petrolíferos que eram adulterados e posteriormente colocados na venda ao público como produto genuíno.

A organização, composta por empresários e funcionários destes, pelo facto de não liquidar os devidos impostos - ISP, IVA e IRC - gerou um prejuízo aos cofres do Estado estimado em cerca de 2,3 milhões de euros por ano de atividade.

Segundo o Rede Regional conseguiu apurar e está a tentar confirmar junto de fonte oficial, dois dos detidos são da região, sendo que um deles tem bombas de combustível em três concelhos da Lezíria do Tejo.

Os alunos de 12 escolas do concelho de Santarém vão plantar frutas e legumes que, depois de colhidos, serão utilizados na confeção de refeições inseridas no âmbito do projeto “O Hortelão vai à escola”, uma iniciativa do pelouro de ambiente da Câmara de Santarém.

O projeto envolve 1.783 crianças de dez escolas de primeiro ciclo e alguns alunos do ensino secundário do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal Machado e da Escola Superior de Educação de Santarém.

A iniciativa, que pretende transmitir os valores da agricultura como fator de desenvolvimento sustentável e sensibilizar para a compostagem e gestão de resíduos, arranca esta quinta-feira, 14 de março, com a distribuição, por parte de um empresa patrocinadora, dos ‘kits do hortelão’, um conjunto de ferramenta (enxada, ancinho, pá, balde e regador), que irão permitir construir a Horta do Hortelão em todas as escolas envolvidas.

Outros patrocinadores ofereceram também paletes para a construção dos compostores e os produtos que irão ser plantados (alface, couve, espinafres, batata, cenoura, abóbora, cebola, tomate, morangos, alhos, coentros, alecrim, hortelã, salsa, erva cidreira e lúcia-lima).

As hortas terão cerca de 10 metros quadrados e os alunos contarão com o apoio de técnicos da autarquia que acompanharão o trabalho na horta.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 1014 visitantes e 0 membros em linha