PUB

chamusca paulo betti

PUB

cms generico

Várias toneladas de sucata e resíduos espalhados pela via provocaram o corte da Estrada Nacional 1, junto a Rio Maior, durante cerca de meia hora, no sentido norte – sul, na manhã de quinta-feira, 22 de Março.

O acidente ocorreu quando o pesado de mercadorias tombou ao tentar descrever uma curva, e deixou a carga espalhada na faixa de rodagem.

O condutor, que seguia sozinho, não sofreu ferimentos.

Segundo a Rede Regional conseguiu apurar, a carga foi recolhida por uma outra viatura pesada da mesma empresa de Rio Maior.

A PSP de Santarém deteve um exibicionista apanhado a masturbar-se debaixo do pórtico de Santarém, em pleno Jardim da Liberdade, na quinta-feira, 22 de Março, ao início da tarde.

A polícia foi alertada por um cidadão que reparou que o homem, que vestia umas calças de fato de treino, fazia movimentos com a mão nos órgãos genitais, sempre que passava uma mulher.

“Ainda fiquei ali um bocado a observá-lo, para ter a certeza que era mesmo verdade, antes de ligar para a polícia”, contou à Rede Regional o autor da denúncia, que solicita a reserva do seu nome.

Em menos de dois minutos, a PSP estava no local para deter o indivíduo, que terá cerca de 45 anos e é reincidente neste tipo de comportamentos.

Ao aperceber-se da aproximação dos agentes, o suspeito ainda tentou disfarçar a situação, fingindo que estava a ler o jornal, mas acabou detido e levado para a esquadra, onde foi identificado.

Segundo conseguimos apurar, há denúncias de que o homem já terá sido apanhado em actos semelhantes, junto a escolas na cidade.

“Há que fazer um elogio à actuação da PSP de Santarém, pela sua rapidez a deslocar-se ao local e pela forma como abordou o sujeito e resolveu a situação”, acrescentou ainda o cidadão que denunciou o alegado predador sexual.

Um trio suspeito de ter sequestrado e assaltado com violência um homem na Praça Egas Moniz, junto à escola secundária Sá da Bandeira em Santarém, vai começar a ser julgado no tribunal da cidade.

Os arguidos, dois homens de 42 e 44 anos, e uma mulher de 40, estão acusados de um crime de roubo, um de sequestro e outro de burla informática nas comunicações.

Os factos remontam a 12 de Maio de 2010, quando, pelas 20h30, um dos arguidos abordou a vítima que estava dentro do seu carro, na Praça Egas Moniz, com a desculpa de lhe cravar um cigarro. O cúmplice surgiu então pelo lado da porta do condutor e puxou o homem para fora da viatura, onde foi agredido a pontapé e ameaçado de morte com uma arma branca.

De seguida, os ladrões tiraram-lhe a carteira e exigiram o código do cartão multibanco, enquanto a mulher passava revista ao interior do carro, de onde roubou um aparelho GPS e um telemóvel.

Após terem obrigado a vítima a fornecer o PIN secreto, um dos suspeitos deslocou-se a uma agência bancária e fez um levantamento de 400 euros, enquanto os outros dois retiveram o homem no local do crime, sempre com a navalha apontada.

Os ladrões só largaram a vítima quando o terceiro elemento chegou com o dinheiro.

Após a queixa do lesado, a PSP de Santarém identificou os três presumíveis autores do crime, dois deles residentes em Santarém e o terceiro no bairro de Alfange. Todos têm antecedentes criminais e são suspeitos de estarem envolvidos em outros assaltos.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 656 visitantes e 0 membros em linha