PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

Um veículo ligeiro chocou esta manhã com dois comboios numa passagem de nível automática sem guarda na estação de Santana/Cartaxo, provocando dois feridos ligeiros.

O acidente ocorreu às 12h05 quando o carro, que ia a atravessar a linha ferroviária do Norte, ao que foi possível apurar contornando a cancela que estava descida, foi abalroado por um comboio Intercidades que circulava no sentido Lisboa/Porto, que o atirou para a via contrária onde, pouco depois, foi apanhado por um Alfa que circulava no sentido Porto/Lisboa.

Este segundo choque foi menos violento, uma vez que o maquinista deste comboio já tinha sido avisado do acidente e já estava a travar há alguns metros. Na altura, os dois ocupantes que, por milagre, saíram do acidente apenas com ferimentos ligeiros, já estavam fora da viatura, tendo sido ajudados por populares que estavam no local.

Felizmente para os dois homens, o choque com o primeiro comboio deu-se com a parte traseira da viatura, onde não seguia ninguém. O carro, da marca Honda, ficou irreconhecível (ver foto).

A circulação na linha do Norte esteve interrompida durante mais de uma hora, sendo restabelecida às 13h25. Dez minutos antes, começou também a circular-se na estrada entre Cartaxo e Valada.

Os dois feridos foram assistidos no local e transportados ao hospital de Santarém para observação e realização de exames complementares. No local estiveram vários operacionais e viaturas dos bombeiros, INEM e GNR.


Para evocar as bodas de ouro da sua criação formal, a 9 Junho de 1963, o Agrupamento de Escuteiros 172 de Abrantes vai organizar seis atividades viradas para a comunidade, além das normais de um grupo de escutas.

Um "Scout Challenger", a 24 de Fevereiro, pretende juntar pais e amigos dos actuais 82 elementos do agrupamento de Abrantes.

A 16 de Março, uma caminhada pela floresta vai terminar no campo de actividades do grupo com a plantação de 50 árvores, uma por cada ano de actividade, nesta encosta nas traseiras da cidade desportiva de Abrantes

A 4 de Maio, o agrupamento pretende montar um acampamento demonstração junto à Biblioteca Municipal António Botto, dia em que está prevista a realização de um fogo de conselho aberto à comunidade, por forma a mostrar o momento alto de um acampamento de escuteiros.

A 8 de Junho. o corpo de escutas vai organizar um "fórum escuta" com intenção de juntar no cineteatro S. Pedro o máximo de elementos possível daqueles que passaram pelo grupo nestes 50 anos, um número que nem o chefe José Pereira consegue calcular com exatidão.

No mesmo dia, há ainda a proposta de realização de um "festival escuta" com grupos musicais de escuteiros, a realizar na Praça Barão da Batalha.

De 8 a 15 de Junho, a Assembleia de Abrantes deverá acolher uma exposição sobre os 50 anos do agrupamento, ao passo que, a 9 de Junho, no encerramento das comemorações, terá lugar uma eucaristia e um almoço partilhado com as presenças do bispo da Diocese de Portalegre e Castelo Branco, e do chefe do Corpo Nacional de Escutas.

O chefe José Pereira salientou que estas são actividades que têm intenção de envolver a comunidade e dar a conhecer as actividades dos escuteiros, em geral, e do agrupamento, em particular.

Simultaneamente, pretendem chamar mais jovens à causa, numa altura em que a “concorrência” de atividades é elevada.

“O inglês, a dança, a natação ou a catequese já tiram as crianças e jovens aos pais e os escuteiros têm actividade quase todas as semanas” sustentou José Pereira, sublinhando a importância dos valores transmitidos pelo escutismo aos jovens.

Agrupamento 172 de Abrantes

Fundado a 9 de Junho de 1963, o agrupamento teve como criadores Fernando Velez, padre Ernesto Jana, Fernando Taborda, Fernanda Bioucas e José Tomé.

Em 1980 participou no primeiro "Jamborre on the air", uma das atividades mais importantes a nível mundial no movimento.

Em 1994 começa a organizar o "Scouts Challenger", atividade para pais e amigos que tem vindo a ser desenvolvida de ano para ano.

Em 1995 é doado ao agrupamento um terreno, na encosta sobranceira ao rio Tejo, nas traseiras da cidade desportiva de Abrantes para a criação de um campo de actividades.

Em 2003, o agrupamento assinalou os 40 anos com a inauguração da sede própria na urbanização da Encosta da Barata, passando a ser um dos poucos agrupamentos com instalações próprias.

Actualmente, o agrupamento 172 tem 82 elementos, dos quais 22 são lobitos, 15 são exploradores, 13 são pioneiros, 14 são caminheiros e 18 são dirigentes.

A Câmara de Abrantes vai renovar o contrato de prestação de serviço com a Rodoviária do Tejo para que o miniautocarro "Abusa" se mantenha em funcionamento com o seu circuito no centro histórico da cidade.

Isto porque, ao fim dos primeiros 12 meses de atividade, entre janeiro e dezembro de 2012, o "Abusa" registou um total de 14.425 viagens, com um média mensal superior a 1.200 utentes por mês, segundo números fornecidos pela autarquia.

Este miniautocarro, com uma lotação de 26 passageiros, percorre um circuito com 20 paragens em pontos chave da cidade em apenas 30 minutos e pode parar em qualquer local, bastando que o passageiro faça sinal ao condutor que deseja sair.

Aos fins-de-semana, o percurso é alargado até ao cemitério de Santa Catarina e ao parque urbano de São Lourenço, tendo em conta que a introdução deste transporte urbano teve por objetivo "conferir aos cidadãos um modo de transporte rápido, económico, seguro e cómodo, tendo também associado um papel social", explica uma nota de imprensa da Câmara.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 814 visitantes e 0 membros em linha