PUB

chamusca variacoes

PUB

carnaval santarem

Dois incêndios de média dimensão estavam às 19h30 a lavrar em Espinheira, no concelho de Santarém e Atalaia, no concelho de Rio Maior. O primeiro incêndio, que deflagrou as 16h54, tem a combatê-lo 71 bombeiros, com 25 viaturas, enquanto o segundo, que se iniciou ás 17h03, tem no combate 55 bombeiros e 14 viaturas.

A criança de 11 anos que foi resgatada esta terça-feira à tarde com vida pelos Bombeiros de Constância após alegadamente ter estado 35 minutos submersa a uma profundidade de seis a oito metros, no rio Zêzere, próximo daquela vila ribatejana, acabou por falecer no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, para onde foi transportada de helicóptero ao início da noite.

Após o resgate pela equipa de Bombeiros de Constância e a reanimação pela equipa do INEM chamada ao local, a criança foi transferida para o Hospital de Abrantes, de onde seguiu cerca das 21h00 para os cuidados intensivos de pediatria do Hospital de Santa Maria.

A menina estava a tomar banho junto à foz do Zêzere com o irmão gémeo e a mãe quando, cerca das 17h00, terá caído num fundão, que segundo os bombeiros teria 6 a 8 metros de profundidade. O irmão e a mãe ainda tentaram salvar a criança mas acabaram também por ficar em dificuldades, mas ambos foram salvos por populares que estavam na zona.

Em declarações ao Rede Regional, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Constância, Adelino Gomes, justificou a sobrevivência da criança com a temperatura fria da água do Zêzere naquele local. “Não sei explicar muito bem mas a água fria preserva o metabolismo do corpo e terá sido isso que a salvou”, acrescentou na altura o responsável.

No entanto o tempo que passou submersa e sem oxigénio terá provocado danos irreversíveis na menina que acabaria por falecer horas depois no Hospital de Santa Maria.

 

NOTÍCIA RELACIONADA

Criança esteve 35 minutos submersa mas sobreviveu

 

Uma menina de 11 anos foi retirada com vida pelos Bombeiros de Constância após alegadamente ter estado 35 minutos submersa a uma profundidade de seis a oito metros, no rio Zêzere, próximo daquela vila ribatejana.

A situação, que muitos descrevem como um verdadeiro milagre, foi confirmada ao Rede Regional pelo comandante dos Bombeiros Voluntários de Constância , Adelino Gomes, que justifica a sobrevivência da criança com a temperatura fria da água do Zêzere naquele local. “Não sei explicar muito bem mas a água fria preserva o metabolismo do corpo e terá sido isso que a salvou”, acrescentou o responsável.

"Os nossos homens estão habituados às águas frias e turvas do Zêzere e, seguindo as indicações dos populares sobre o local do afundamento, ao fim de 35 minutos conseguiram retirar a menina", explicara antes Adelino Gomes, em declarações à Agência Lusa, acrescentando que a criança foi transportada para o hospital de Abrantes, de onde foi levada para Lisboa, aparentemente sem correr risco de vida.

Ainda segundo o comandante dos Bombeiros de Constância, na altura do salvamento, havia já uma equipa de mergulhadores especializados preparada para o resgate, o que acabou por não ser necessário.

Além da menina, o irmão gémeo e a mãe, também estiveram em dificuldades mas ambos foram salvos por populares que estavam na zona. O acidente verificou-se cerca das 17h00 desta terça-feira, 26 de junho.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

barquinha savel lampreia 2020

PUB

Quem está Online?

Temos 746 visitantes e 0 membros em linha