PUB

chamusca variacoes

PUB

cms generico

Durante quase um mês, um electricista que residia no Entroncamento conduziu o seu carro por várias cidades e vilas do Norte do Ribatejo, abordando e tentando raptar jovens que caminhavam sozinhas, à noite.

O homem, de 29 anos, detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Leiria no final de Junho de 2011, vai começar a ser julgado no tribunal da Golegã por seis crimes de rapto na forma tentada e quatro de importunação sexual.

Os três primeiros ataques ocorreram na Chamusca, seguindo-se depois dois na Golegã e um último em Abrantes, a mulheres que têm entre os 15 e os 31 anos.

O arguido aproximava-se e abordava as jovens ainda dentro da sua carrinha de cor verde escura, tentando depois agarrá-las para as meter dentro da viatura. Nunca conseguiu concretizar os seus intentos, mas uma das vítimas, de apenas 16 anos, escapou por pouco após conseguir bater à porta de um casal que reside perto do local onde foi atacada, na Chamusca. Segundo a acusação do Ministério Público, o arguido tinha-a atirado ao chão depois de a atingir com um spray na face, e já lhe tinha apalpado as pernas, antes da menor se ter libertado e pedir socorro.

Foi a partir deste episódio que a PJ começou a investigar o caso, uma vez que já existiam duas queixas anteriores na GNR, nos mesmos moldes, embora de menor gravidade. A Judiciária veio a apurar que nessa mesma noite, o homem atacou outra menor de 15 anos na Golegã.

O arguido, natural de Almeirim, foi casado durante sete anos antes de se divorciar e ter ido residir para o Entroncamento, onde vivia maritalmente com uma companheira na altura da detenção. Tem dois filhos, um de cada relacionamento, e está preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Caxias.



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 514 visitantes e 0 membros em linha