PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

A tempestade que assolou a freguesia de Fazendas de Almeirim na tarde de terça-feira, 26 de maio, foi um downburst, um fenómeno meteorológico que se traduz pela ocorrência de vento a soprar com rajadas muito fortes, acompanhado de precipitação, por vezes sob a forma de granizo, e por uma acentuada descida da temperatura do ar, verificada em poucos minutos, mesmo em locais pouco afetados pela precipitação.

Slide thumbnail

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), "este fenómeno foi favorecido pela conjugação de um conjunto de ingredientes atmosféricos verificada durante a tarde sobre a referida região mas também sobre outros locais do Ribatejo e Alto-Alentejo".

"A formação de nuvens com desenvolvimento vertical ocorreu num ambiente atmosférico caraterizado por instabilidade e elevado conteúdo de humidade. No entanto, a altitude a partir da qual existiam condições para a formação de nuvens era elevada, tipicamente em torno dos 2500 m de altitude, o que se traduziu na formação de nuvens de tipo cumuliforme mas com base elevada. Por outro lado, a camada de ar compreendida entre o solo e a base das nuvens era relativamente seca", refere o IPMA.

De acordo com a mesma explicação, "quer as gotas, quer as pedras de granizo, no seu trajeto de precipitação para a superfície, foram parcialmente evaporadas e sublimadas pela massa de ar quente e seca relativamente extensa que se encontrava entre a base das nuvens e o solo. Na sequência destes processos, o ar seco perdeu bastante calor e tornou-se mais frio, mais denso (mais pesado), tendo-se organizado em correntes descendentes bastante acentuadas. Ao alcançar níveis mais baixos, junto ao solo, as correntes descendentes divergiram e propagaram-se junto à superfície".

No caso deste episódio de vento forte, a própria nuvem que gerou o fenómeno foi-se deslocando, tendo o vento mais forte sido sentido quando o escoamento divergente se encontrava próximo da localidade.

O radar de Coruche observou o fenómeno a cerca de 18 km de distância. Nas observações efetuadas a menor altitude, entre 100 e 200 m acima do solo, foi possível seguir o processo de forte divergência da corrente descendente ao aproximar-se da superfície, entre as 18h56 (hora local) e as 19h26, sendo visível que pelas 19h06 se encontrava sobre Fazendas de Almeirim.

NOTÍCIA RELACIONADA:



banner fiqueemcasa

 

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 651 visitantes e 0 membros em linha