PUB

chamusca covid

PUB

banner cms vamostodosficarbem

Produto genuíno da identidade ribeirinha da Lezíria do Tejo, a enguia volta a estar em destaque nos cardápios dos restaurantes do concelho de Salvaterra de Magos entre os dias 28 de fevereiro e 31 de março.

Slide thumbnail

A 24ª edição do “Mês da Enguia” estende-se por um total de 20 restaurantes, que vão servir a “rainha do Tejo” não só nas suas formas de confeção mais tradicionais, mas também com algumas inovações culinárias para paladares mais abertos a novos sabores.
Nas ementas, os visitantes encontram desde a enguia grelhada ou frita com arroz de feijão, as tradicionais caldeiradas e ensopados, ou as enguias à pescador, mas também há propostas como filetes de enguia com molho de camarão, feijoada de enguia, torricados, cataplanas, molhatas ou calulu de enguias, entre outros pratos.
Variedade não faltará, num certame que, em 2019, se saldou no consumo de cerca de seis toneladas deste peixe anguiliforme, que, anualmente, traz cada vez mais visitantes ao concelho.
“Os restaurantes são os primeiros embaixadores e os grandes obreiros do mês da enguia”, salientou à Rede Regional o presidente da Câmara de Salvaterra de Magos, Hélder Esménio, elogiando a forte participação e o envolvimento da restauração do concelho neste certame gastronómico.
Apesar de não ser possível quantificar ao certo quantos milhares de visitantes Salvaterra recebe durante o mês de março, este evento gastronómico tornou-se no maior do concelho, até porque, segundo o autarca, envolve não só a restauração, mas as estruturas de alojamento, os operadores turísticos, as casas vinícolas e os produtores e artesãos locais.
“É toda a economia local que aqui está representada, para mostrar a quem nos visita o melhor que produzimos, mas também o nosso património, cultura e tradições”, explicou Hélder Esménio, que espera que o certame se salde pelo sucesso das edições anteriores.

 



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 422 visitantes e 0 membros em linha