PUB

festival cogumelo

PUB

cms generico

O mau tempo que afetou a região no mês de dezembro, sobretudo com a depressão Elsa, entre os dias 18 e 20, a que se juntou no dia 21 a depressão Fabien, provocou estragos de cerca de 1,1 milhões de euros no concelho de Abrantes.

Slide thumbnail

A revelação foi feita esta terça-feira, 7 de janeiro, pelo presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, que explicou que os estragos foram maiores nas freguesias de Aldeia do Mato e Souto, Rio de Moinhos, Martinchel, Abrantes e Alferrarede (Abrançalha e Sentieiras) com o transbordo do leito de ribeiras a provocarem a destruição de margens, valetas, arruamentos e condutas de água e danificação de muros de suporte, entre outros.

O autarca destacou ainda a destruição de pontões e passagens hidráulicas, destruição de parte do talude em aterro, e transbordo do leito da linha de água com inundação do parque de merendas da praia fluvial de Aldeia do Mato.

O resultado do levantamento realizado pelas equipas técnicas da câmara foi remetido à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), entidade que está a elencar os prejuízos junto de cada um dos 13 municípios que a integram para que, na base da concertação também com a Associação Nacional de Municípios Portugueses, a região esteja posicionada para eventual enquadramento de medidas de apoio do Governo que possam surgir para minorar os prejuízos causados.



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

barquinha savel lampreia 2020

PUB

PUB

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 847 visitantes e 0 membros em linha