PUB

chamusca covid continua
Slide thumbnail

PUB

santarem embreve

O ministro da Educação, Nuno Crato, foi recebido por alunos que, vestidos a rigor, explicaram a história do patrono da escola, D. Miguel de Almeida, o primeiro a proclamar a restauração da independência de Portugal, a 1 de Dezembro de 1640.

Nuno Crato foi o primeiro titular da pasta da educação a visitar esta escola, para inaugurar as obras de requalificação do estabelecimento, construído em 1975, depois de ter começado a funcionar em 1968 no Convento de S. Domingos, no centro histórico da cidade.

A escola D. Miguel de Almeida necessitava de uma requalificação profunda já que os pavilhões apresentavam sinais de degradação com prejuízos para a melhor aprendizagem dos alunos do 5º ao 9º ano de escolaridade.

Fruto de uma parceria entre a Câmara de Abrantes e o Ministério da Educação, com recurso a fundos comunitários, foi possível avançar para o projecto de requalificação que teve um custo de cerca de quatro milhões de euros.

Depois da intervenção, a escola ficou dotada de um auditório, 32 salas de aula e laboratórios, uma biblioteca, um pavilhão desportivo coberto e um pavilhão gimnodesportivo. A entrada principal da escola foi também rectificada com uma via circundante ao estabelecimento de ensino, que permitiu desviar o trânsito direccionado para a escola da Avenida por onde era feito o acesso principal.

Nuno Crato, ministro da Educação, salientou que o projecto educativo da escola, apresentado pelo seu director Jorge Beirão, é o mesmo que o ministério preconiza para o ensino em Portugal. O governante destacou ainda os prémios de ortografia, escrita e ciência com que a escola distinguiu os alunos que participaram nos vários concursos, tendo afirmado que ficou provado que um aluno bom a língua portuguesa pode sê-lo a matemática e vice-versa.

Aos jornalistas o titular da pasta da educação revelou que a fusão de agrupamentos escolares está a decorrer e tem como objectivo principal racionalizar meios mas, não deve, em caso algum, ser um processo que venha a obstruir o melhor funcionamento destes agrupamentos. No caso de Abrantes, existem actualmente quatro agrupamentos que, tudo indica, venham a dar lugar a apenas dois agrupamentos verticais.

Nuno Crato visitou Tecnopólo do Vale do Tejo

Depois da cerimónia de inauguração e da visita às instalações da D. Miguel de Almeida, Nuno Crato deslocou-se ao Tecnopólo do Vale do Tejo onde ficou a conhecer o projecto “Line”, do Instituto Politécnico de Tomar. Trata-se de um centro de transferência de tecnologia que pretende ser um serviço de apoio às empresas da região e do país.

A ideia é simples: as empresas apresentam os seus problemas e os engenheiros deste centro procuram soluções para as questões apresentadas. Este centro está a funcionar há cerca de dois anos e tem já uma carteira considerável de projectos solucionados ou desenvolvidos.

O ministro conheceu ainda o projecto para as novas instalações da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA), já elaborado mas congelado por falta de verbas, e assistiu à assinatura de um protocolo entre a Câmara, o Instituto Politécnico de Tomar e a Nersant com nove empresas da região.

O protocolo tem por base o fornecimento de informação das empresas à ESTA para que a escola possa adequar o seu catálogo de competências. O objectivo é a colocação dos alunos das ESTA nas empresas locais depois de concluído o respectivo curso.



banner fiqueemcasa

 

PUB

PUB

PUB

  • jorge_malacas.jpg

PUB

rede regional banner contactos essenciais

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 1020 visitantes e 0 membros em linha