Uma jovem de 26 anos, portadora de incapacidade mental, desapareceu de sua casa na Romeira, concelho de Santarém, na madrugada de 13 de Fevereiro.

A família acredita que Ana Rute Correia foi “aliciada por alguém para sair de casa a meio da noite” e agradece qualquer informação que possa ajudar a descobrir o seu paradeiro.

“Temos vivido momentos de grande angústia e ansiedade”, disse à Rede Regional Nuno Mena, cunhado da jovem que desapareceu usando umas calças de pijama azuis e um polar cinzento.

“Ela não levou mais roupa nenhuma nem outros objectos pessoais”, acrescentou o mesmo, explicando que “há indícios de que alguém a terá levado, não sabemos é para onde ou em que circunstâncias”. Segundo o mesmo familiar, Ana Rute Correia tem um atraso mental na ordem dos 60%, mas consegue comunicar e expressar-se com relativa facilidade. “É perfeitamente possível que tenha sido aliciada ou enganada pelo telefone, por exemplo”, acrescentou.

A família, já a preparar-se para o pior cenário, tem procurado desde então a jovem em terrenos agrícolas, poços e casas abandonadas na Romeira e freguesias vizinhas, mas acredita que a hipótese de ter sido levada é a mais credível. Segundo Nuno Mena, há pegadas de sapatos e marcas num dos muros da casa que indiciam que alguém estaria à espera de Ana Rute no exterior da residência. O caso já foi denunciado à GNR e à PSP, e a Polícia Judiciária está a investigar o desaparecimento.

Ana Rute Correia mede cerca de 1,55 metros, tem cabelos pretos, olhos castanhos e usa óculos. A família criou uma página no Facebook – “Encontrar a Ana Rute” – onde está a divulgar o caso e a solicitar informações que possam ajudar as autoridades a encontrar a jovem.