PUB

chamusca covid

PUB

cms fiqueemcasa

Manter os cerca de 100 mil visitantes registados na edição de 2011 num ano em que a crise se faz sentir no bolso dos consumidores é o grande objectivo da feira das tasquinhas de Rio Maior, que estará de mesa posta entre os dias 2 e 11 de Março.

Pelos cerca de 15 mil metros quadrados do pavilhão multiusos da cidade, vão espalhar-se 22 tasquinhas exploradas por associações e colectividades das freguesias do concelho e dois restaurantes, a que se juntam perto de 50 empresas e instituições que participam na mostra de actividades económicas, no piso 1, onde funcionará também o espaço “show cooking”.

A doçaria, zona de bares e o artesanato vão partilhar a tenda exterior, num formato sem diferenças significativas em relação aos anos anteriores.

Para a realização desta 27ª edição, a Câmara Municipal de Rio Maior atribuiu um orçamento de 68 mil euros, o que representa um corte de 30% em relação ao ano passado. Em tempo de penúria, fazem os santos da casa os milagres, tanto que não há nomes sonantes no cartaz musical do certame. A animação nocturna, mais direccionada para a juventude e concentrada na zona única dos bares, fica entregue a bandas locais e a DJ’s. As bandas filarmónicas e os ranchos folclóricos do concelho vão continuar a animar o recinto, à hora das refeições.

O espaço “show cooking”, entregue à responsabilidade da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste, nas Caldas da Rainha, será das zonas mais dinâmicas do certame, com demonstrações diárias e workshops de cozinha ao vivo, e as iniciativas “o chefe demonstra” e “Igor Martinho convida”.

Este ano, e para tentar não registar quebras no afluxo de visitantes, a organização decidiu que as entradas serão livres nos dias da semana. “Sabendo da crise, queremos que as pessoas não deixem de vir às tasquinhas por causa do preço do bilhete”, explicou o vereador Nuno Malta durante a apresentação oficial do certame, que decorreu na quinta-feira, 16 de Fevereiro. O certame é, segundo o vereador, “uma aposta ganha logo à partida. Os riomaiorenses não faltam a estes momentos de diversão e convívio”. “Mas não deixámos de tentar introduzir algumas alterações, tentando sempre melhorar sempre de ano para ano”, acrescentou Nuno Malta.

As tasquinhas vão funcionar das 19 às 24 horas de segunda a sexta-feira, e das 12 às 24 horas, aos fins-de-semana. Para a abertura do certame, no dia 2 de Março às 17 horas, está prevista a presença de Miguel Relvas, ministro adjunto e dos Assuntos Parlamentares.



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 552 visitantes e 0 membros em linha