PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

O Jardim da Liberdade, em Santarém, vai acolher, de 23 a 25 de Novembro, entre as 10h00 e as 17h00, a Feira das Tecnologias da Saúde. A iniciativa é organizada pelo Conselho Técnico dos Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica do Hospital de Santarém, órgão oficial que representa, dentro da instituição hospitalar, todas as profissões das Tecnologias da Saúde.

O objectivo desta feira é dar a conhecer à população em geral e à comunidade estudantil do 3º Ciclo – 10º, 11º e 12º anos, em particular, as diferentes profissões do vasto universo que são as Tecnologias da Saúde, para que, em tempo oportuno, possam fazer as suas escolhas, bem como dar o seu contributo na promoção da saúde e na melhoria da qualidade de vida da população.

 Outro dos objectivos é dar a conhecer os meios complementares de diagnóstico de que a população dispõe no distrito, nomeadamente no Hospital de Santarém e em entidades privadas, sediadas em Santarém, bem como promover alguns rastreios à população, disponibilizando, no local, stands em que a população pode realizar rastreios de audiologia, tuberculose, osteoporose, glicemia, colesterol, espirometrias e controle da tensão da tensão arterial.

Hipertensão arterial e risco cardiovascular global, insuficiência cardíaca e hipertensão pulmonar, verdades em arritmologia, fibrilhação auricular e anticoagulação e a cardiologia Ilustrada em didáticos casos clínicos são os temas centrais das XVII Jornadas do Serviço de Cardiologia do Hospital de Santarém, que decorrem sexta-feira e sábado, dias 4 e 5 de Novembro, na Praia d'El Rey, em Óbidos.

A organização espera cerca de 300 participantes, entre ara médicos, enfermeiros e técnicos de cardiopneumologia.

Recorde-se que a área de abrangência do Hospital de Santarém possui uma alta prevalência de doença coronária, o que tem levado o Serviço de Cardiologia do Hospital de Santarém a apostar nestas ações anuais.

O encontro inclui ainda a realização de três workhops, que vão incidir sobre urgências em cardiologia.

O Bloco de Esquerda considera que o Serviço Nacional de Saúde no distrito de Santarém dá sinais de uma “grave degradação”, em particular no Médio Tejo.

O diagnóstico dos bloquistas sublinha que a acontecer a anunciada redução de 60 por cento dos contratos com pessoal precário e em prestações de serviços nos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), nos próximos três meses, será o caos completo e a prestação de cuidados primários entrará em colapso.

Milhares de utentes sem médico de família, carência de enfermeiros e de funcionários administrativos, são as principais falhas apontadas pelo Bloco que considera que a mobilização das populações, instituições, autarquias, comissões de utentes e partidos, é a única forma de minimizar o problema.

O Bloco de Esquerda acredita que é nas manifestações populares de utentes, como a que ocorreu recentemente em Ourém, que está a força que imporá as soluções que tardam.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim

Quem está Online?

Temos 440 visitantes e 0 membros em linha