PUB

festival cogumelo

PUB

carnaval santarem


Cerca de metade da população do concelho de Ferreira do Zêzere está sem acesso a cuidados de saúde desde a saída de uma médica que prestava serviço no centro de saúde da vila, em finais de Julho.

Para uma população maioritariamente idosa de aproximadamente 10 mil residentes, existem de momento dois médicos a tempo inteiro e outro profissional a meio tempo, que trabalha 20 horas por semana em substituição da clínica que saiu há quase seis meses.

Esta situação foi levada ao Ministério da Saúde pelos deputados do PSD eleitos pelo círculo de Santarém, que, através de uma pergunta deixada na Assembleia da República, questionam que medidas está o governo a tomar no sentido de garantir a colocação de mais médicos no centro de saúde de Ferreira do Zêzere.

Nas freguesias rurais do concelho, já foram encerradas cerca de 50% das extensões de saúde, e o atendimento complementar passou a encerrar às 18 horas, assinalam ainda os deputados social-democratas, que perguntam ainda ao ministro da Saúde se tem conhecimento desta situação.

A Junta de Freguesia de Vaqueiros, no concelho de Santarém, denunciou esta quarta-feira, 21 de novembro, “uma descarga brutal” para o rio Alviela, que deixou o curso de água cheio de espuma.

“Hoje não choveu, mas mesmo assim acontecem situações destas, sabemos bem porquê, apelamos às entidades envolvidas para que não parem com a candidatura ao QREN, para executarem os projetos que existem para a resolução do problema e que foram anunciados”, pode ler-se num comentário do observatório da junta de freguesia publicado na página da autarquia no facebook.

“Falta aqui registar o impacto que esta descarga teve no ar que se respirou hoje dentro das nossas casas e que ainda permanece. O registo dos efeitos na garganta e nos órgãos respiratórios, meus senhores, já é tempo de resolver o problema”, continua o mesmo texto.

Esta descarga sucede menos de um mês depois de uma série de descargas, nos dias 22 e 23 de outubro, que também motivaram a queixa da autarquia, que aponta o dedo ao sistema de tratamento de águas residuais de Alcanena (ver notícia relacionada).

Veja as imagens AQUI.

 

NOTÍCIA RELACIONADA:

Junta de Vaqueiros denuncia novas descargas no Alviela

 


Patrícia Silva, uma jovem portadora de uma deficiência física e mental profunda desde o nascimento, vai receber uma nova cadeira de rodas articulada no próximo domingo, 18 de Novembro, às 15h30, nas instalações da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) de Alcanhões, concelho de Santarém.

A entrega do equipamento vai ser o culminar de uma campanha de solidariedade lançada há pouco mais de um ano por um grupo de cidadãos e dois presidentes de Junta de Freguesia (Alcanhões e Arneiro das Milhariças, aldeia onde a jovem reside), que na altura ficaram sensibilizados com as dificuldades económicas da família da jovem e com a demora da Segurança Social em conceder-lhe as chamadas ajudas técnicas.

Foi com o objectivo de lhe dar maior qualidade de vida que o grupo abriu uma conta solidária na CCAM de Alcanhões, instituição que decidiu também aderir à causa, e através da qual foi possível reunir a verba necessária para comprar uma cadeira ortopédica com báscula, encostos, almofadas, tabuleiro, colete, cinto pélvico e tiras abdutoras, uma vez que Patrícia Silva tem uma incapacidade atestada de 95%.

A ideia de lançar uma campanha de solidariedade para ajudar a jovem, que completa 22 anos de idade a 26 de Novembro, partiu de dois munícipes de Alcanhões, Patrício Tatá e José Nunes Tatá, a que logo se juntaram os autarcas de ambas as freguesias, Pedro Mena Esteves e Basílio Oleiro, e as duas fisioterapeutas que acompanham Patrícia Silva, Elisabete Mateus e Paula António.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

barquinha savel lampreia 2020

PUB

Quem está Online?

Temos 891 visitantes e 0 membros em linha