PUB

chamusca natal

PUB

cimt slideshow

PUB

reino natal

PUB

elgalego 2019

banner coruche natal1

O Convento de São Francisco, em Santarém, vai acolher este sábado, 2 de Fevereiro, pelas 16h00, a sessão de lançamento da quadragésima edição do movimento “Um Dia Pela Vida”, da responsabilidade da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

O evento será marcado por um colóquio subordinado ao tema “Vamos falar de Cancro”, que terá como oradores os médicos, José Teixeira e José Lima, que irão abordar os temas “Cancro da Mama – do mito à realidade” e “Sinais de Alerta e rastreio do Cancro do Cólon e Recto”, respetivamente.

O movimento “Um Dia Pela Vida”, faz parte do movimento internacional Relay For Life, promovido pela American Câncer Society há mais de 25 anos, que existe em 26 nações e nos 5 continentes.

Em Portugal, e em apenas 8 anos, mais de 250 mil portugueses já participaram neste movimento da Liga Portuguesa Contra o Cancro, e mais de 28 mil voluntários inscritos no projecto já vestiram a mesma camisola e caminharam pela vida e contra o cancro, doença que afecta 1 em cada 4 pessoas.

Quem se pretender envolver com este movimento, tem apenas de aparecer no dia 2 de fevereiro, no Convento de S. Francisco, formar uma equipa entre 8 e 20 elementos, escolher um “capitão” de equipa e, cada elemento, contribuir com 10€. Com este contributo recebe uma t-shirt oficial para usar na festa de encerramento, marcado para 22 de Junho.

Depois, apenas tem que dar asas à sua imaginação e organizar campeonatos de futebol, passeios, feiras de artesanato, jantares, bailes, venda de doces, teatro e, dessa forma, ajudar a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Para mais informações ou esclarecimentos pode contatar Maria Amália Ramilo - 963 470 814; Maria de Fátima Martins - 918 743 694; Hugo Tavares - 961 953 923 ou do endereço eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

O Grupo de Dadores Benévolos de Sangue do Vale de Santarém comemora no dia 4 de Fevereiro o seu 40º aniversário, uma data marcante para esta associação que já contribuiu para ajudar a salvar muitas vidas e neste momento conta com mais de 550 dadores inscritos.

Nestas quatro décadas, o grupo empenhou-se para que dádiva de sangue se assuma como uma atividade que contribui significativamente para a realização pessoal e para o verdadeiro significado do que é “dar” sem olhar a quem e sem quaisquer interesses.

Atualmente, o grupo está a harmonizar processos que possam levar à total informatização da actividade da associação, nomeadamente um melhor aproveitamento das redes sociais e a partilha de informação através da criação de um site institucional. A direção quer também dinamizar acções com escolas, infantários e outras instituições que possam “instruir” crianças para os benefícios da dádiva benévola de sangue e deste modo, incutir nos mais novos valores como a solidariedade, companheirismo e camaradagem.

A próxima dádiva, a realizar em colaboração com o Instituto Português de Sangue, decorrerá nos dias 26 e 27 de Janeiro, entre as 9h00 e as 13h00 no Salão Paroquial do Vale de Santarém. As dádivas seguintes, com horários semelhantes e no mesmo local, realizam-se nos dias 25 e 26 de Maio e a 5 e 6 de Outubro do corrente ano.

 

Jantar e eleições

Para assinalar estes 40 anos, o Grupo de Dadores de Sangue do Vale de Santarém realiza a 9 de Fevereiro um almoço na Estação Zootécnica Nacional, pelas 13h00. O repasto será gratuito para os dadores e ex-dadores do grupo.

Antes disso, a 1 de Fevereiro, pelas 21h00, o Grupo de Dadores de Sangue do Vale de Santarém vai a votos. As listas candidatas aos Órgãos Sociais poderão ser entregues à Mesa da Assembleia Geral até às 21h00 horas desse dia.

 

O deputado do PCP, António Filipe, quer saber que diligências estão a ser equacionadas pelo Ministério da Saúde para permitir a colocação de mais dois médicos na USF da Chamusca e para garantir a prestação das horas médicas extraordinárias disponibilizadas para o Centro de Saúde da Chamusca.

Num requerimento enviado á presidente da Assembleia da República, para que esta o reencaminhe ao Ministério da Saúde, o deputado eleito pelo círculo de Santarém questiona ainda que diligências estão a ser equacionadas com vista a dotar a equipa de Cuidados Continuados Integrados do Centro de Saúde da Chamusca com os profissionais em falta (fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista) e com uma viatura própria para as suas deslocações na comunidade.

A terceira e última pergunta é se o Ministério da Saúde está a equacionar, com o Ministério da Agricultura, a utilização do edifício da Zona Agrária, na Chamusca, para dotar o Centro de Saúde com instalações condignas.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

anuncio2020

PUB

cmcartaxo natal

PUB

PUB

politeama rainhadaneve

Quem está Online?

Temos 400 visitantes e 0 membros em linha