PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

O Serviço de Medicina Intensiva do Centro Hospital do Médio Tejo (CHMT) recebeu um equipamento de monitorização único no país.

Slide thumbnail

Trata-se, segundo uma nota de imprensa do CHMT, de um aparelho com tecnologia de vanguarda denominado “HemoSphere”, que, com recurso a inteligência artificial, faz a interpretação de dados recolhidos nos doentes críticos, permitindo antecipar procedimentos para reverter eventuais alterações da sua situação clínica.
“Esta nova plataforma de monitorização avançada, ao permitir antecipar momentos críticos, facilita a decisão dos profissionais de saúde face à situação clínica do doente crítico”, explica a mesma nota, acrescentando que “a diversidade de perfis e de configurações de cuidados e a medição dos parâmetros hemodinâmicos avançados, recolhidos e interpretados pela HemoSphere, ajudam à tomada de decisões pro-ativas em diversas situações clínicas que ajudam a estabilizar o doente”.
Segundo Nuno Catorze, diretor do Serviço de Medicina Intensiva, este equipamento incrementa "a capacidade de monitorização hemodinâmica, complementando os equipamentos já existentes, permitindo uma maior versatilidade e abrangência das competências da medicina intensiva, nomeadamente na neuro monitorização e cardiovascular“.
O diretor do serviço afirma, ainda, que "a inteligência artificial permitirá, neste caso, aumentar a diferenciação técnica auxiliando na decisão clínica".

 



banner fiqueemcasa

 

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 468 visitantes e 0 membros em linha