O Hospital Distrital de Santarém (HDS) assinou um acordo com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) para regular os termos concretos da operacionalização da assistência médica, na área da telessaúde, com os detidos no Estabelecimento Prisional de Torres Novas.

Slide thumbnail

“Este acordo fomenta uma dinâmica de parceria interinstitucional e é um passo importante para a continuidade do projeto que visa tornar mais eficaz e rigorosa a prestação de cuidados de saúde à população reclusa, reduzindo o risco de contração de doenças, designadamente, através do acesso e partilha de informação aos sistemas informáticos do Serviço Nacional de Saúde, por parte dos respetivos estabelecimentos prisionais, desde o momento da admissão do recluso no sistema prisional até à sua saída”, refere a administração do HDS em comunicado.

Recorde-se que o Hospital Distrital de Santarém, através do seu Hospital de Dia de Doenças Infeciosas, vem, desde algum tempo, a prestar cuidados de saúde a este estabelecimento prisional no âmbito da infeção por vírus da imunodeficiência humana e das hepatites virais, fazendo deslocar à prisão uma equipa de saúde (médico e enfermeira) para realizar consultas e rastreio.