O deputado do PCP, António Filipe, quer saber que diligências estão a ser equacionadas pelo Ministério da Saúde para permitir a colocação de mais dois médicos na USF da Chamusca e para garantir a prestação das horas médicas extraordinárias disponibilizadas para o Centro de Saúde da Chamusca.

Num requerimento enviado á presidente da Assembleia da República, para que esta o reencaminhe ao Ministério da Saúde, o deputado eleito pelo círculo de Santarém questiona ainda que diligências estão a ser equacionadas com vista a dotar a equipa de Cuidados Continuados Integrados do Centro de Saúde da Chamusca com os profissionais em falta (fisioterapeuta, psicólogo e nutricionista) e com uma viatura própria para as suas deslocações na comunidade.

A terceira e última pergunta é se o Ministério da Saúde está a equacionar, com o Ministério da Agricultura, a utilização do edifício da Zona Agrária, na Chamusca, para dotar o Centro de Saúde com instalações condignas.