PUB

chamusca variacoes

PUB

cms generico

A Câmara Municipal de Torres Novas não esconde a sua preocupação com o evoluir do processo de remodelação e ajustamento da complementaridade de valências no Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Numa nota publicada no site oficial da autarquia, o executivo municipal de Torres Novas diz no entanto que, à luz das dificuldades financeiras que o país atravessa e, em particular, o calamitoso estado financeiro do Centro Hospitalar do Médio Tejo, compreende as opções que estão a ser tomadas.

“O Executivo saúda a postura de diálogo, por mais que uma vez evidenciada, que tem sido prática do atual presidente do Conselho de Administração, e deseja que esse diálogo se mantenha cada vez mais profícuo, para que, de uma forma leal e franca, a Câmara Municipal de Torres Novas possa acompanhar a evolução do processo”, pode ler-se no mesmo documento.

Os responsáveis da autarquia prometem ainda todo o empenho e contributos necessários para o reforço da política de sustentabilidade e de coesão territorial do Médio Tejo, na manutenção da complementaridade dos três hospitais, independentemente das questões técnicas sempre passíveis de discussão e debate público.

“Sendo o município de Torres Novas defensor do Serviço Nacional de Saúde, desejamos que esta medida concorra, não só para a manutenção do Centro Hospitalar do Médio Tejo e da interação entre os hospitais de Torres Novas, Tomar e Abrantes, como ainda para a sustentabilidade económica do referido Centro Hospitalar”, termina a declaração do executivo municipal.



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 528 visitantes e 0 membros em linha