PUB

chamusca natal
Slide thumbnail

PUB

cimt slideshow

PUB

reino natal

PUB

elgalego 2019

Santarém é o distrito do país onde os medicamentos sem receita médica são mais baratos. A conclusão é da DECO, que realizou um estudo sobre o preço destes medicamentos em Portugal.

 Associação de Defesa dos Consumidores elaborou uma espécie de cabaz de medicamentos e comparou o seu preço ao longo do país, concluindo que Santarém é o distrito mais barato, com uma média de 80,47 euros (abaixo dos 84,61 euros da média nacional). Do lado oposto está Beja, o distrito mais caro, onde este cabaz de medicamentos custaria em média 95,71 euros.

O mesmo estudo concluiu que os hipermercados vendem os medicamentos sem receita médica 20 por cento mais baratos do que as farmácias e desde 2005 até hoje baixaram os preços de alguns fármacos, contrariando o que se passa nas farmácias e outros locais de venda autorizada, que mantêm a tendência geral de subida de preços.

Nos pontos de venda dos hipermercados, a fatura total dos 19 medicamentos analisados pela DECO fica 20% mais barata do que nas farmácias e 19% relativammente a outros locais de venda.

A DECO revela ainda que, nalguns casos, o mesmo medicamento chega a custar quase o dobro na farmácia do que nos hipermercados. “Em comparação com os hipermercados, pagará mais 43% pelo Thrombocid e mais 36% pelo Aero OM, só para citar as maiores diferenças”, exemplifica o estudo. Nos outros pontos de venda, são mais caros do que nos hipermercados cinco medicamentos: Bisolvon, Mebocaína forte, Antigrippine, Trifene 200 e Zovirax.

Apesar das cadeias de hipermercados serem as mais baratas, ainda existem diferenças entre elas. O El Corte Inglés é o mais caro, cobrando mais 26% do que as outras lojas da amostra: o Espaço Bem-Estar Pingo Doce, o Espaço Saúde e Bem-Estar (Auchan) e o Well’s Continente, estes três sem grandes variações de preço.

O questionário foi realizado em junho de 2011 e incidiu sobre o preço dos 19 medicamentos sem receita médica mais baratos e analisados pela DECO desde 2006 em 500 farmácias e 400 locais de venda autorizada.

O estudo vai ser publicado na revista Teste Saúde de dezembro/janeiro, que sai esta sexta-feira, 25 de Novembro.



PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

cmcartaxo natal

PUB

PUB

politeama rainhadaneve

Quem está Online?

Temos 1480 visitantes e 0 membros em linha