PUB

chamusca ascensao

PUB

cms 150anos

PUB

coruchePSDobrascentrovila

Os eleitos do PSD na Assembleia Municipal de Coruche emitiram um comunicado onde lamentam a forma como estão a decorrer as obras em curso no centro histórico da vila.

Segundo os social-democratas, algumas das intervenções colocam “enormes condicionantes à circulação e mobilidade”, e “prejudicam os negócios e a acessibilidade da população, nomeadamente a mais idosa”.

“É injustificável que o executivo não tenha garantido regulares condições de acessibilidade aos comerciantes e população residente no centro histórico, obrigando quem ai vive ou desenvolve a sua atividade comercial a aí permanecer sem as condições mínimas de mobilidade e acessibilidade”, lê-se no comunicado.

A deslocação ao local foi efetuada a partir das queixas e dos relatos que muitos populares fizeram chegar aos eleitos do PSD, explica o mesmo documento.

sardoalmiguelborgesincendios

A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) indicou Miguel Borges, o presidente da Câmara Municipal do Sardoal, para presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém, uma alteração provocada pela saída de Maria do Céu Albuquerque.

Trata-se de “um cargo que desempenharei com elevado sentido de serviço público”, escreve Miguel Borges na sua página do Facebook, onde diz ter aceite com “enorme honra” a nomeação da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, que ocorreu esta sexta-feira, 8 de março.

A Comissão Distrital de Proteção Civil era presidida desde 2015 pela anterior presidente da Câmara de Abrantes, que abandonou as suas funções autárquicas desde que foi nomeada secretária de Estado do Desenvolvimento Regional.

Os outros dois membros desta comissão distrital são os presidentes das Câmaras de Santarém e Almeirim, Ricardo Gonçalves e Pedro Ribeiro, respetivamente, ambos em representação da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo.

ivv multiusos almeirim

A candidatura da Câmara de Almeirim a fundos comunitários para a requalificação das antigas adegas do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) foi aprovada esta quinta-feira, 28 de fevereiro.

A autarquia quer construir no local um IVV - Imóvel de Valências Variadas ou seja um espaço multiusos para eventos e sobretudo para a dinamização económica dos produtos locais. O projeto inclui ainda uma sala com cerca de 540 lugares que permitirá acolher também conferências e seminários, assim como espetáculos culturais de maior dimensão.

“Com a certificação que temos em curso de vários produtos, com a sede da CVR Tejo do outro lado da Rua, com a proximidade à zona da Praça de Touros, este investimento, de cerca de 3,5 milhões de euros, é estruturante para o futuro do concelho”, refere o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro.

Segundo o autarca, o concurso público para a obra será lançada durante este mês de março e a sua conclusão, se tudo correr como normal, está prevista para o Verão de 2021.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Quem está Online?

Temos 337 visitantes e 0 membros em linha