PUB

chamusca ascensao

PUB

cms 150anos

PUB

chamuscagalardaodesporto

O município da Chamusca recebeu o galardão do “Programa Desportivo Recomendado 2019”, durante o IX Seminário dos Municípios Amigos do Desporto, que teve lugar no Luso, na segunda-feira, 25 de março.

O município foi reconhecido pelas boas práticas do "Clube da Amizade", um trabalho desenvolvido com centros de dia, com o lar da Santa Casa da Misericórdia, universidades e academias seniores do concelho.

Este galardão é atribuído pela Associação Portuguesa de Gestão do Desporto (APOGESD), que distinguiu a chamusca como município “Amigo do Desporto” por três anos consecutivos.

Segundo uma nota de imprensa da Câmara da Chamusca, o galardão é um “reconhecimento das boas práticas e um estímulo à sua continuidade” do seu “papel social na promoção destas atividades em todas as instituições do concelho, que proporcionam aos seus utentes os programas de exercício e atividade física

A deputada do CDS-PP eleita pelo círculo de Santarém, Patrícia Fonseca, questionou esta semana o Ministro das Infraestruturas e da Habitação sobre quando será entregue o projeto da Variante à EN365 com que se comprometeu a Infraestruturas de Portugal (IP) e qual a data prevista para o início da intervenção.

Patrícia Fonseca lembra que a Câmara de Santarém assumiu com a IP a repartição de custos de uma futura variante e no âmbito desta parceria, anunciada já em 2016, ficou determinado que a IP seria responsável por entregar o projeto para a construção da variante entre a Senhora da Saúde e Assacaias.

“Contudo, e após vários ofícios enviados pela Autarquia à empresa pública, continua a não existir projeto. Mais grave ainda é a não existência de respostas por parte da IP”, refere uma nota de imprensa do partido.

Nas perguntas ao Governo, a deputada do CDS-PP aborda outros investimentos aguardados há muito, como sejam a beneficiação da EN362, entre Alcanede e Santarém, ou da EM361, entre Amiais de Cima e Alcanena, que têm um traçado extremamente sinuoso, com elevado número de curvas, que historicamente a população deseja eliminar. Patrícia quer saber se o Governo está disponível para rever o traçado dessas estradas de forma a corrigir as curvas que potenciem a sinistralidade e encurtem o percurso.

Numa última pergunta, a deputada do CDS-PP quer saber quando serão instalados os inclinómetros na EN114, fechada desde agosto de 2014 em consequência de uma derrocada, e se após a sua instalação ficarão reunidas as condições para a reabertura desta estrada ao trânsito.

 

NOTÍCIA RELACIONADA:

Santarém desespera pelo projeto da variante à Estrada Nacional 365

santaremricardopedromarques

A Câmara Municipal de Santarém aguarda há vários meses que a Infraestruturas de Portugal conclua e entregue o projeto para a construção da futura variante à Estrada Nacional 365, entre a Senhora da Saúde e as Assacaias, tendo já enviado vários ofícios à empresa pública que nem resposta mereceram.

A informação foi dada pelo presidente da autarquia esta segunda-feira, 11 de março, durante a última reunião pública do executivo, onde a discussão política subiu de tom depois de Ricardo Gonçalves ter dito que Pedro Marques, ex-ministro do Planeamento e Infraestruturas e responsável político pela Infraestruturas de Portugal, lhe fazia lembrar um “qualquer ministro da propaganda”.

Rui Barreiro, vereador do PS, saiu em defesa do camarada de partido, considerando “excessiva” e “lamentável” a expressão usada por Ricardo Gonçalves para qualificar um ex-ministro do governo, que cessou funções a 18 de fevereiro último para ser o cabeça de lista do PS às próximas eleições europeias.

O presidente da Câmara acabou por se retratar e reconhecer que a expressão “não foi a mais feliz”, mas lembrou também os vários investimentos que Pedro Marques anunciou para o concelho, e que estão atrasados ou por concretizar, casos da beneficiação da Estrada Nacional 362 entre Alcanede e Santarém, a 361 entre Amiais de Cima e Alcanena, ou a instalação dos inclinómetros que permitam a reabertura ao trânsito da Estrada Nacional 114.

Ricardo Gonçalves disse ainda esperar que o substituto de Pedro Marques, Pedro Nuno Santos, o novo ministro das Infraestruturas e do Planeamento, tenha “outra sensibilidade” em relação a esta questão.

Recorde-se que, em dezembro de 2016, a Câmara de Santarém e a Infraestruturas de Portugal acordaram repartir em partes iguais o custo da variante à EN365, ficando a empresa pública encarregue de elaborar o projeto, e a autarquia com a fiscalização da empreitada à sua responsabilidade.

Segundo o município, a obra tarda em avançar porque a Infraestruturas de Portugal ainda não entregou o projeto.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Quem está Online?

Temos 482 visitantes e 0 membros em linha