A cerca de duas semanas do dia de Carnaval, que se celebra oficialmente a 21 de Fevereiro, são já quatro as autarquias do distrito que decidiram conceder tolerância de ponto aos seus funcionários, contrariando assim a polémica decisão do governo de Pedro Passos Coelho.

Nos municípios de Benavente (CDU), Alpiarça (CDU), Almeirim (PS) e Torres Novas (PS), os serviços camarários vão estar encerrados na terça-feira de entrudo, ao passo que outras quatro Câmaras, Santarém (PSD), Ferreira do Zêzere (PSD), Abrantes (PS) e Golegã (PS), deliberaram no sentido inverso. Ou seja, será um dia normal de trabalho para todos os colaboradores.

As restantes 13 autarquias do Ribatejo ainda não tomaram uma posição sobre este assunto, o que deverá acontecer nos próximos dias, segundo foi possível apurar pelos contactos estabelecidos pela Rede Regional.

“Vamos dar o dia porque andamos há bastante tempo a preparar o corso carnavalesco, com a ajuda e o empenho da população, e porque é uma tradição que não nos vão tirar”, disse à Rede Regional Mário Pereira, presidente da Câmara de Alpiarça, para quem “já chega de medidas de austeridade que não nos levam a lado nenhum, e nem tão pouco vão aumentar a produtividade”. “Estas medidas servem apenas para sobrecarregar os trabalhadores, obrigando-os a pagar pelos erros que outros cometeram”, acrescentou o autarca, lembrando que ainda há poucos dias o governo anunciou a supressão de quatro feriados anuais. E, no caso de Alpiarça, o Carnaval é uma festa que traz visitantes à vila e cria alguma riqueza ao comércio e restauração locais, lembra Mário Pereira.

Tendo em conta as tradições no concelho, a Câmara de Benavente também já tornou público que estará encerrada na terça-feira gorda. Recorde-se que é em Samora Correia que sai à rua o maior corso carnavalesco do distrito, que este ano terá 15 carros alegóricos nas ruas, acompanhados pela escola de samba Carioca de Ovar e centenas de figurantes. Os desfiles realizam-se nos dias 19 e 21 de Fevereiro,