PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

Paulo Varanda, que até agora era vice-presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, assumiu esta terça-feira, 8 de Novembro, a presidência da autarquia, substituindo Paulo Caldas que renunciou ao cargo há cerca de duas semanas.

Licenciado em engenharia militar e ex-comandante de companhia de comando e serviços, Paulo Varanda foi ainda diretor técnico do projeto de Cooperação Portugal/Guiné Bissau/Estados Unidos da América para a desminagem, entre outras funções de cariz militar, nomeadamente no âmbito da NATO e União Europeia.

Integrou a equipa de Paulo Caldas como independente na candidatura às eleições autárquicas de 2009, tendo assumido a vice-presidência.

No discurso da tomada de posse, proferido durante a reunião camarária, Paulo Varanda

No dia em que tomou posse, Paulo Varanda mostrou-se confiante quanto ao futuro do concelho e assegura que, juntamente com a sua equipa, irá procurar as melhores soluções para os desafios que se colocam actualmente ao desenvolvimento do concelho e à melhoria da qualidade de vida de toda a população.

Paulo Varanda sucede a Paulo Caldas, que entrou para a autarquia como vice-presidente, tendo sido eleito pela primeira vez presidente em 2001, acabando por renunciar a meio do seu terceiro e, de acordo com a atual legislação, último mandato.

Com a saída de Paulo Caldas, que regressa ao seu lugar no Departamento de Relações Internacionais do Banif, entra para o executivo autárquico Fernando Martins, que ocupou vários cargos de liderança em diversas organizações, entre os quais Codepa (sociedade instituidora do Instituto Superior de Novas Profissões – INP), o INP, a Enercontrol, a Chloride Portugal e a Projecontrol. A sua formação profissional mais recente conta com vários cursos feitos no estrangeiro, designadamente no Reino Unido e em Espanha..

A decisão de Paulo Caldas (eleito pelo PS, mas que, por divergências com o partido, acabou por entregar o cartão de militante) foi criticada pelas forças da oposição, com a CDU e o Bloco de Esquerda a realçarem a dívida deixada pelo autarca, da ordem dos 50 milhões de euros, sem que, no seu entender, tenha correspondido à melhoria da qualidade de vida das populações.



banner fiqueemcasa

 

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 505 visitantes e 0 membros em linha