PUB

chamusca covid

PUB

cms pascoa

Dois altares da Igreja de São Vicente, em Abrantes, vão ser restaurados numa empreitada orçada em 120 mil euros, acrescidos de IVA, que é financiada a 85% por fundos comunitários, cabendo os restantes 15% à Câmara de Abrantes e à Direção Geral do Património Cultural (DGPC).

Slide thumbnail

O Presidente da Câmara, Manuel Jorge Valamatos, e Nuno Proença de Almeida, representante da empresa responsável pela obra, a Nova Conservação, assinaram já o auto de consignação para o arranque das obras.
Apesar deste monumento nacional estar afeto à DGPC, a Câmara de Abrantes “reconhece a importância da valorização do património religioso”, pelo que será “a dona da obra, financiada por fundos comunitários graças à aprovação de uma candidatura apresentada pela autarquia”, explica uma nota de imprensa do município.
A intervenção na Igreja de São Vicente inclui trabalhos de conservação e restauro de material pétreo artístico, madeira policromada e talha, pertencentes a dois altares da nave lateral, e aos trabalhos de conservação e restauro da pintura mural existente nas abóbadas da nave lateral e das capelas da cabeceira.
“Para além dos restauros estão ainda previstos os trabalhos de reparação, hidratação e pintura de caixilharias em madeira, maioritariamente, portas exteriores históricas e os trabalhos de caiação com integração de cor, em abóbadas pertencentes às naves laterais”, explica a mesma nota da autarquia.



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 685 visitantes e 0 membros em linha