PUB

chamusca covid responsavel

PUB

banner cms escola

Os votos contra do PS, Chega e Iniciativa Liberal, e a abstenção do PSD e CDS, inviabilizaram a aprovação, esta terça-feira, 4 de fevereiro, a proposta do Bloco de Esquerda que defendia a construção de uma nova travessia sobre o Rio Tejo, entre a Chamusca e a Golegã.

Slide thumbnail

Além do BE, a proposta contou apenas com os votos favoráveis do PCP e PAN, com a deputada bloquista eleita por Santarém, Fabíola Cardoso, a defender que ao recusarem a sua proposta, "PS e PSD mostram a sua falta de coragem política".

A deputada recorda que esta velha reivindicação foi apresentada pelo Bloco de Esquerda à Assembleia da República durante a última legislatura, a 26 de Abril de 2018, através da Resolução nº 142/2018, que recomendava ao governo a construção desta ponte, e que, na altura, foi aprovada por unanimidade.

"Votam a favor de uma recomendação mas votam contra quando se trata de a colocar em aplicação transformando-a em Lei", critica Fabíola Cardoso.

A proposta do BE agora chumbada defendia que o Governo iniciasse em 2020 "as ações necessárias para assegurar a construção de uma nova travessia do rio Tejo entre Chamusca e a Golegã, (...) solução há muito reclamada pelas populações e pelas autarquias locais, cuja concretização se torna todos os dias mais premente".



praca maior 01

 

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

almeirim melao

Quem está Online?

Temos 706 visitantes e 0 membros em linha