A cobertura da Televisão Digital Terrestre (TDT) no concelho de Mação atinge apenas os 45% da população, “a taxa mais baixa de toda a região”, motivo que levou a Câmara Municipal a mostrar o seu desagrado junto da Anacom.

Numa carta dirigida ao regulador do sector audiovisual, assinada pelo vice-presidente Vasco Estrela, o município manifesta “o seu mais profundo desagrado pela forma inconcebível” como tem sido implementada a TDT no concelho, num processo que, “logo desde o início, se revelou penalizador para a maioria da população”.

Desde o dia 7 de Maio, “a população deste concelho que adquiriu os equipamentos adequados e recomendados pelos técnicos vê-se confrontada com um apagão desde as 20 horas até meio da manhã do dia seguinte”, denuncia a Câmara, que exige “urgência” na resolução dos problemas técnicos aos quais os munícipes são alheios.

A autarquia recorda na carta que já foram feitas várias intervenções nas infra-estruturas da PT em Mação, e sempre por pressão do município, mas sem resolver o problema.

“Não podemos mais tolerar que a população seja sempre prejudicada com este processo, estando por isso dispostos a fazer valer os direitos, dentro dos enquadramentos legais, democráticos e institucionais adequados”, adianta ainda a Câmara, que diz ficar agora na expectativa da resposta da Anacom.