PUB

chamusca covid

PUB

cms fiqueemcasa

A vila de Alpiarça prepara-se para assinalar o 38º aniversário da revolução dos cravos durante todo o mês de Abril, com um vasto programa que não se concentra somente nos dias mais próximos do feriado.

No total, são cerca de 30 eventos que se estendem desde 31 de Março, com um festival de bandas de garagem para assinalar o dia da juventude, até 29 de Abril, dia em que termina a 19ª feira do livro de Alpiarça, que este ano deixa de se realizar nos finais de Novembro e passa a estar integrada no programa oficial das comemorações do 25 de Abril.

Fora das cerimónias oficiais da efeméride, há actividades para todos os gostos, desde a cultura ao desporto, organizadas pelo movimento associativo e por várias instituições sociais do concelho.

“Queremos que o 25 de Abril seja um movimento de reflexão colectiva das conquistas históricas do povo português, numa conjuntura em que as pessoas e os seus direitos estão a ser alvo de uma ofensiva alargada em nome da crise económica”, afirmou o presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira, na segunda-feira, 26 de Março, durante a conferência de imprensa que serviu para apresentar o programa oficial do “Abril – mês da liberdade”.

“Este alargamento das comemorações desta data simbólica serve para contrariar a lógica da perda de direitos e de regressão dos valores da liberdade”, explicou o autarca, acrescentando que esta iniciativa “tem os custos adequados à realidade financeira do país e da Câmara de Alpiarça”. Não há um orçamento definido para suportar as comemorações, mas o apoio da autarquia às colectividades será sobretudo a nível da logística, disse Mário Pereira.

“São celebrações colectivas com baixos custos, mas que envolvem toda a comunidade”, sublinhou o presidente, acrescentando que esta forma de organização em parceria com o movimento associativo “é também uma forma de combater os ataques ao poder local e a ideia de que ele é despesista”. “Esta é a prova do que conseguimos fazer com a racionalização de meios”, concluiu o autarca, para quem “o programa promove o encontro dos alpiarcenses e de todos os que nos queiram visitar”.

Como é tradição na vila, as comemorações dão destaque à sessão solene da Assembleia Municipal de 24 de Abril, onde são entregues as medalhas da liberdade do município. Este ano, vão ser homenageados Manuel Vital e João Sanfona, por proposta já aprovada da bancada do PS, mas a Câmara pode ainda, até lá, “acrescentar mais dois ou três nomes de alpiarcenses que se tenham destacado na luta contra o fascismo, explicou Mário Pereira.

O assunto ainda vai ser discutido entre o executivo municipal, acrescentou.

O programa oficial pode ser consultado na íntegra na página da Internet da Câmara Municipal de Alpiarça, em www.cm-alpiarca.pt



PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

ctx covid 19

PUB

Quem está Online?

Temos 571 visitantes e 0 membros em linha