chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Sociedade

santaremcarnavalprograma

As alterações climáticas são o tema central da edição deste ano do Carnaval em Santarém, que promete muita folia e animação um pouco por todo o concelho entre os dias 1 e 5 de março, com especial destaque para o Jardim de São Bento, onde, à semelhança do ano passado, será montado o “sambódromo” que acolhe os dois desfiles principais.

O tema servirá “não só para a sensibilização dos mais novos, a nível das escolas, onde fazemos bastantes ações, mas sobretudo das gerações mais velhas, que não estão tão alerta para questões como o uso excessivo do plástico ou a importância da reciclagem”, explicou a vereadora Inês Barroso durante a conferência de imprensa de apresentação do programa do evento, que se realizou esta terça-feira, 12 de fevereiro.

“O sucesso do Carnaval dependerá da imaginação dos scalabitanos”, acrescentou, explicando que a Câmara mantém como objetivo celebrar o entrudo “com a prata da casa”, ou seja, com as associações e as coletividades das freguesias do concelho.

Prémios para os melhores foliões

Os momentos altos do Carnaval scalabitano serão os dois desfiles no “sambódromo” de São Bento, o primeiro noturno, na noite de sábado, 2 de março, e o segundo na tarde de terça-feira gorda, 5 de março, onde são esperados dezenas de carros alegóricos e centenas de foliões, organizados por freguesias.

No que se refere ao concurso promovido pela autarquia, o grupo vencedor leva um prémio de 1.000 euros, a que se seguem 700 euros para o segundo classificado e 400 euros para o terceiro, havendo ainda um prémio de 600 euros para o conjunto mais animado.

Segundo a vereadora Inês Barroso, o grupo vencedor terá obrigatoriamente que participar nos dois desfiles

Para estimular a participação das coletividades locais e ajudar a suportar as despesas, a Câmara atribui este ano um subsídio de 800 euros a cada grupo que se apresente com um carro alegórico e um mínimo de 20 elementos para participar nos dois corsos, 500 euros aos que desfilarem só num corso, 200 euros para os dois corsos sem carro alegórico, e 100 euros só num desfile.

O Carnaval em Santarém arranca na manhã do dia 1 de março, às 10 horas, com a habitual concentração de mascarados dos jardins-de-infância e escolas do concelho no Jardim da Liberdade, onde são esperadas cerca de 2.000 crianças, seguindo-se o baile interinstitucional, a partir das 14 horas, na Casa do Campino, que conta já com 90% das IPSS’s do concelho inscritas.

No dia 2, durante a tarde, há animação para famílias no Jardim de São Bento, ao passo que nos dias 3 e 4 não há atividades previstas na cidade para que os munícipes se desloquem aos bailaricos populares de Carnaval que ocorrem nas freguesias, organizados por coletividades locais.

entroncamentoacuidadevisual

A Câmara Municipal do Entroncamento começou esta segunda-feira, 11 de fevereiro, a entregar os cheques / vouchers aos encarregados de educação de crianças sinalizadas para correção de problemas de acuidade visual.

As crianças do ensino pré-escolar do concelho realizaram um rastreio visual e auditivo nos dias 21 e 22 de janeiro, a fim de identificar problemas de acuidade visual e auditiva, suscetíveis de interferirem negativamente no processo de aprendizagem ou na sua entrada no 1º ciclo do ensino básico.

Nestes rastreios, foram referenciadas nove crianças com problemas de acuidade visual que necessitam de avaliação em consultório, com a eventualidade de necessitarem de óculos de correção.

Os encarregados de educação receberam um voucher no valor de 100 euros, a descontar nos estabelecimentos aderentes.

Esta ação do município realizou-se no âmbito do projeto intermunicipal de promoção do sucesso escolar no Médio Tejo, coordenado pela CIMT - Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

chamuscaskateparkbairro

O “Bairro - Espaço Lúdico e de Lazer” da Chamusca tem inauguração marcada para o próximo dia 24 de fevereiro, a partir das 15 horas, numa iniciativa que servirá para apresentar à população os novos equipamentos de crossfit outdoor, o renovado parque infantil e o skate park.

Situado na zona mais populosa da vila da Chamusca, o novo espaço “resultou da requalificação de uma vasta área urbana, dotando-a de melhores condições de fruição para toda a população, em especial para as crianças e jovens”, explica uma nota de imprensa da Câmara da Chamusca.

O projeto “englobou a reinstalação de novos equipamentos no já existente parque infantil, a criação de uma nova zona ajardinada com mobiliário urbano, mesas, bancos e churrasco, a instalação de uma infraestrutura apta para a prática de outdoor crossfit, e ainda a construção de um Skate Park para a prática de três modalidades, o BMX, patins em linha e skate”, detalha a mesma nota.

O investimento rondou os 225 mil euros, com fundos próprios do município, em que o skate park custou cerca de 129 mil euros e os restantes arranjos e equipamentos representam um custo de aproximadamente 96 mil euros.

A obra do skate park “nasceu de uma ideia lançada pelo jovem chamusquense Benjamim Silva, que fez chegar ao município uma proposta com várias centenas de assinaturas de outros jovens do concelho a pedirem e a apoiarem o projeto”, adianta ainda a Câmara, explicando que o equipamento “está dotado de todas as condições técnicas para aqui serem realizadas provas desportivas de dimensão nacional”.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves