chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Sociedade

acidenteFotoUtilCarroGNR

Um homem de 68 anos morreu e outra pessoa ficou ferida, sem gravidade, na sequência da colisão entre dois veículos ligeiros ocorrida este domingo, 17 de fevereiro na estrada nacional 118, na localidade de Pego, concelho de Abrantes.

O alerta do acidente foi dado ás 9h28, tendo o óbito sido confirmado no local pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Médio tejo, que esteve no local juntamente com os Bombeiros Voluntários de Abrantes e a GNR, num total de 13 operacionais.

chamuscaAPAVprotocolo

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e a Câmara Municipal da Chamusca assinaram um protocolo de colaboração para disponibilizar o atendimento presencial de técnicos da Equipa Móvel de Apoio à Vítima (EMAV) da Lezíria do Tejo no concelho.

Este protocolo de apoio financeiro e logístico, que tem a duração de dois anos, prevê uma comparticipação anual de 5 mil euros a cargo do município, para apoio ao funcionamento da equipa móvel da APAV, que se irá deslocar semanalmente à Chamusca para fazer atendimento a casos de vítimas de crime.

O atendimento, segundo uma nota de imprensa da Câmara da Chamusca, “é realizado por um jurista ou psicólogo nas instalações do Centro de Inclusão Social, entre as 9h30 e as 12h30, todas as sextas-feiras”.

A EMAV tem como objetivo “a prestação de serviços, gratuitos, confidenciais e qualificados, de apoio emocional, jurídico, psicológico e prático aos cidadãos vítimas de crime e de violência, nomeadamente os mais vulneráveis”, de acordo com a mesma nota.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Queimado, frisou a importância de ter uma resposta deste tipo na Chamusca, e recordou que, apesar do município ter rejeitado a transferência de competências na área da justiça (que incluía a área de apoio às vítimas de crime), decidiu apoiar o trabalho da APAV por considerar que “é a estrutura mais adequada para atuar nesta área, uma vez que a autarquia não dispõe dos meios nem dos técnicos especializados para o efeito”.

Além da Chamusca, já formalizaram protocolo de apoio à EMAV os municípios de Santarém, Rio Maior, Almeirim e Salvaterra de Magos, sendo que o objetivo da APAV é efetivar este protocolo e o atendimento no terreno com os restantes municípios da Lezíria do Tejo.

O jovem de São Domingos (Santarém) que em Outubro do ano passado bateu na avó e numa vizinha, deixando a familiar hospitalizada desde então, foi acusado pelo Ministério Público de Santarém de um crime de ofensa à integridade física qualificada e outro de ofensa à integridade física simples.

Como a Rede Regional noticiou na altura, o jovem, de 24 anos, agrediu violentamente a avó, Júlia Figueiredo, a 11 de outubro, provocando também ferimentos graves numa vista de uma vizinha que acorreu em socorro da idosa.

O inquérito em curso na 3.ª secção do DIAP de Santarém foi encerrado a 13 de fevereiro, tendo sido deduzida acusação contra o jovem, operário da construção civil, que está em prisão preventiva.

A acusação deixa nota da atuação violenta do arguido da qual resultaram lesões na idosa, que, quatro meses depois, permanece hospitalizada.

Irá iniciar-se agora o prazo para eventual abertura de instrução que, a não ser requerida, determinará a remessa do processo para julgamento com tribunal coletivo, em Santarém.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves