chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Saúde

medico2

Os concelhos do Cartaxo, Salvaterra de Magos e Santarém vão ter novos médicos de família já a partir de fevereiro ou, no pior dos cenários, até ao final do mês de março.

A contratação destes novos médicos deriva do concurso lançado no final de 2018 e inclui um total de 35 novos médicos de família que vão reforçar os Cuidados de Saúde Primários da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), fazendo com que cerca de 60.000 utentes da região ganhem médico de família.

Destes clínicos, 26 terminaram a 2ª época do Internado da Especialidade de Medicina Geral e Familiar na ARSLVT e permaneceram em Lisboa e Vale do Tejo, tendo a região conseguido cativar 8 recém-especialistas oriundos de outras zonas do país e um especialista da região que até agora não tinha vínculo ao Serviço Nacional de Saúde (SNS). 15 das 50 vagas atribuídas à ARSLVT neste procedimento concursal não foram preenchidas.

No caso do Cartaxo, serão dois os novos médicos a entrar ao serviço. Um deles para ocupar o lugar deixado vago na Unidade de Saúde Familiar (USF) D. Sancho I, em Pontével, pela saída de um médico no mês de dezembro, resolvendo assim o problema dos 1821 utentes que estavam sem médico de família.

O outro médico irá para a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados), que partilha as mesmas instalações da USF Cartaxo Terra Viva, no chamado Centro de Saúde do Cartaxo.

santaremhospitalfotouttilentrada

O Hospital de Santarém obteve o visto tácito do Tribunal de Contas (TC) relativo ao contrato de “Fornecimento e Tratamento de Roupa”, esta quinta-feira, 24 de janeiro.

Recorde-se que este era um dos três contratos públicos que tinha sido chumbado pelo TC por falta de fundos próprios do próprio hospital, à semelhança dos contratos relativos às obras do Bloco Operatório e da Rede Informática.

“Num esforço conjugado com a tutela, foi possível ultrapassar os obstáculos com que estávamos confrontados e criar as condições para que o Tribunal de Contas viesse a conceder os necessários vistos à execução dos referidos contratos”, explica um comunicado do Hospital de Santarém, que diz encontrar-se agora “em condições de executar todos os contratos que careciam de visto e perspetivar o seu cumprimento durante o ano de 2019”.

O hospital recorda ainda que os chumbos do TC quase inviabilizaram a utilização de fundos comunitários no caso da Rede Informática, e causaram grandes dificuldades em “responder às necessidades das pessoas na prestação de cuidados cirúrgicos”, no caso das obras no Bloco Operatório.

A unidade hospital conta assim “retomar o caminho de recuperação das listas de espera em cirurgia e dar continuidade à prestação de um serviço assistencial de qualidade à população que servimos”, segundo acrescenta o mesmo documento.

hospital abrantes urgencia

A nova sala do Serviço de Urgência Médico-cirúrgica, do Hospital de Abrantes entrou em funcionamento esta terça-feira, 22 de janeiro. Com capacidade para 14 macas e 4 cadeirões, o espaço está preparado para duplicar a sua capacidade de acolhimento de doentes, em momentos de contingência, sem que isso altere a dinâmica de funcionamento do serviço.

Fruto de um investimento de cerca de 400 mil euros, esta nova sala é vista pela administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo como um primeiro passo, tecnicamente necessário, que antecede a grande reconversão da Urgência Médico-cirúrgica de Abrantes. Paralelamente, foram ainda investidos cerca de 100 mil euros em equipamento, a que se juntou também a Liga de Amigos do Hospital de Abrantes, que adquiriu oito das macas novas que equipam este espaço.

“Melhoramos as condições de conforto para os doentes, mas também asseguramos as melhores condições de segurança para a prática clinica”, afirmou o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), Carlos Andrade Costa.

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes congratulou-se por chegar ao pico da gripe com outras condições para acolher os utentes e manifestou-se expectante com aquilo que o futuro próximo vai trazer.

LIGA OFERECE NOVA VIATURA

A Liga de Amigos do Hospital de Abrantes ofereceu uma viatura de 9 lugares ao Centro Hospitalar do Médio Tejo, um equipamento muito útil de reforço à capacidade de mobilidade dos profissionais.

Esta nova viatura vai servir para o transporte de funcionários entre as três unidades hospitalares que compõem o CHMT, EPE - Abrantes, Tomar e Torres Novas.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves