chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Saúde

santaremhospitalentradaamb

Patrícia Fonseca, deputada do CDS/PP eleita pelo círculo de Santarém, enviou uma pergunta à ministra da Saúde onde questiona as medidas que estão a ser tomadas para resolver a situação dos elevadores do Hospital de Santarém.

Recorde-se que dois dos três elevadores de acesso público aos pisos de internamento estão parados desde o dia 9 de janeiro, o que tem provocado grande descontentamento a utentes, familiares e profissionais desta unidade de saúde, tal como a Rede Regional noticiou.

Na questão dirigida a Marta Temido, a deputada centrista refere mesmo parte da notícia, citando que “à hora das visitas as pessoas acumulam-se à espera do único elevador disponível, sendo que muitas delas, algumas idosas, acabam por ter que subir a pé, pelas escadas, às vezes carregadas com sacos, para aceder aos pisos superiores de internamento”.

Uma vez que o Conselho de Administração do Hospital de Santarém, que justificou a paragem dos elevadores por questões de segurança para os utilizadores, não avança com uma data concreta para que voltem a funcionar novamente, Patrícia Fonseca pretende obter uma resposta junto do Ministério da Saúde.

encontro criancas jovens

Várias dezenas de profissionais de saúde, justiça, educação, segurança social e outras áreas participaram na sexta-feira, 18 de janeiro, no IV Encontro do Núcleo Hospitalar de Apoio a Crianças e Jovens em Risco do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que decorreu no auditório da Unidade Hospitalar de Tomar.

Entre os vários assuntos debatidos estão as preocupações como internamento prolongado, abuso sexual, gravidez em idade precoce, ou novas intoxicações e patologias do foro psiquiátrico, com crianças de tenra idade e adolescentes dependentes de medicação pesada.

O encontro trouxe a debate a perspetiva das várias entidades presentes, de diferentes áreas, que trabalham para defender o superior interesse das crianças e jovens.

santaremhospitalentradaamb

Dos três elevadores para o acesso de familiares e demais utentes aos pisos de internamento do Hospital de Santarém, apenas um está a funcionar, numa situação que se arrasta desde o dia 9 de janeiro.

A avaria dos ascensores está a provocar um grande descontentamento a quem tem que se deslocar ao Hospital para prestar assistência a familiares ou mesmo para visitar alguém que esteja internado.

“Todos os dias tem sido um amontoado de gente à espera de elevador, sobretudo à hora das visitas, e as queixas são muitas”, explicou à Rede Regional um funcionário do Hospital, que pede reserva de identidade, acrescentando que há pessoas a subir a pé, pelas escadas, algumas mais idosas e carregadas com sacos, para aceder aos pisos superiores de internamento.

“Entre esperar meia hora pelo único elevador que está a funcionar ou subir a pé, acabam por optar pela segunda”, acrescenta.

Questionado pela Rede Regional, o conselho de administração (CA) do Hospital explica que os elevadores estão parados por razões de segurança.

“Com o início dos trabalhos da nova empresa de manutenção de elevadores no princípio de 2019, foi detetado uma anomalia em dois elevadores do edifício do internamento no dia 9 de janeiro”, explica Ana Infante, a presidente do CA.

A situação “punha em causa não só a segurança dos utentes como a dos funcionários desta unidade hospitalar”, informa a gestora, acrescentando que “foram de imediato acionadas as medidas de segurança previstas, levando à sua imobilização”.

No entanto, a administração do hospital não se compromete com um prazo para a situação estar resolvida.

“O Hospital está a resolver o problema em conjunto com as empresas prestadoras do serviço de manutenção, no sentido de anular a anomalia técnica verificada, por forma a garantir o mais breve possível o transporte vertical dos utentes e profissionais em segurança”, afirma ainda Ana Infante na resposta que enviou por e-mail à Rede Regional.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves