chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

benaventePSreuniaocdp

António Gameiro, presidente da comissão política distrital da Federação de Santarém do PS, aproveitou a última reunião deste órgão, realizada em Samora Correia, para dizer que as reivindicações dos enfermeiros e dos professores são de “difícil compreensão” para os portugueses.

Sobre os enfermeiros, “trata-se de reivindicar um ordenado base no início da carreira que ultrapassa em muito o ordenado base de muitos professores com mais de 20 anos de carreira, só para dar um exemplo muito direto”, disse o deputado, citado por uma nota de imprensa da própria Federação do PS.

“Não se percebe que esta reivindicação esteja na base de uma greve que está a perturbar tanto, e numa área tão séria e fundamental, a vida dos cidadãos”, acrescentou Gameiro, que também deixou algumas palavras criticas à luta dos professores.

Os professores “exigem uma resposta no valor de 800 milhões de euros que, neste momento, não existem”, considerou o líder socialista, que, nesta reunião, também elogiou a concretização efetiva do processo de descentralização de competências, e lançou o tema das eleições europeias com um balanço do governo PS no plano interno.

António Gameiro, segundo a mesma nota, sublinhou que “o quadro macro-económico desenhado em 2015 tem vindo a ser cumprido à risca” e que “o Governo tem alcançado resultados que devem orgulhar-nos a todos”.

A presidente da CPD, Maria do Céu Albuquerque, colocou a tónica na necessidade de, “com base nos resultados alcançados, promover a mobilização de todos para a participação no debate das europeias, que tem de estar centrado em causas fortalecedoras de uma sociedade mais coesa e do papel de Portugal”.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves