chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Economia

santaremaguassantaremfachada

A Águas de Santarém passou com distinção nas auditorias externas realizadas entre os dias 6 e 8 de fevereiro, tendo recebido um relatório final que recomenda a renovação da certificação sem qualquer registo de “não conformidade”.

A avaliação, segundo um comunicado da empresa municipal, foi feita por auditores externos que constataram a “conformidade com os requisitos das normas de forma presencial, consultando documentos e registos, inquirindo colaboradores, visitando instalações e obras em curso no exterior”.

O relatório final, que a empresa afirma ter recebido “com agrado”, aponta apenas melhorias em alguns aspetos de pormenor.

A Águas de Santarém é uma empresa certificada no âmbito das atividades de captação, armazenamento, distribuição e controlo de água para consumo humano e recolha e tratamento das águas residuais, no concelho de Santarém.

torresnovasagrocluster

O Agrocluster Ribatejo assinou um protocolo de colaboração com a SGS Portugal para que as empresas suas associadas tenham condições preferenciais de acesso a serviços laboratoriais e apoio técnico no âmbito da verificação de rotulagem, auditorias e inspeção, entre outros serviços que promovem boas práticas de exportação.

O acordo foi firmado no passado dia 5 de fevereiro, no final de um workshop sobre os riscos de exportação dos produtos agroalimentares, no âmbito do AgriRenaissance - “Innovation-driven agri-food sectors for a European industrial renaissance”, e que trouxe a Torres Novas três especialistas da SGS, Teresa Branco, Mónica Antunes e Rita Cunha Porto.

As oradoras expuseram, de forma bastante prática, os cuidados a ter pelas empresas que exportam ou pretendem exportar este tipo de produtos, dando exemplos de diversos casos práticos cujos processos de exportação não correram da melhor forma.

Durante o seminário, foi também dado a conhecer o AgriRenaissance, um projeto europeu subsidiado pelo “Interreg EUROPE”, que pretende promover o desenvolvimento de toda a cadeia agroalimentar em cinco regiões da Europa.

chamuscacamaraedificio

A Câmara Municipal da Chamusca recebeu o selo “Compromisso Pagamento Pontual”, que certifica a autarquia como uma entidade que paga aos seus fornecedores “a tempo e horas”.

“A gestão financeira do município tem assentado, nos últimos anos, no rigor, na competência e transparência e sobretudo no planeamento e na programação”, afirma o presidente Paulo Queimado, sublinhando que, segundo dados de dezembro de 2018, a autarquia tem atualmente um prazo médio de pagamento a fornecedores de 1 (um) dia.

A nossa execução orçamental da receita está acima dos 97% e temos cerca de 2,5 milhões de euros em saldo de gerência disponível, no final de 2018”, pormenoriza o autarca, sublinhando que “todo o investimento que fizemos, estamos a fazer e ainda vamos fazer, só é possível porque garantimos uma gestão rigorosa dos dinheiros públicos”.

O “Compromisso Pagamento Pontual” é uma iniciativa promovida pela Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), em parceria com o IAPMEI, a CIP (Confederação Empresarial de Portugal), a Apifarma e a InformaDb, e que já atribuiu o selo a cerca de 30 autarquias.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves