chamusca-valaurbanidade

Categoria: Economia

tejo a copo

A iniciativa promocional ‘Tejo a Copo 2019’, realizada este sábado, 9 de Março, no Convento de São Francisco, em Santarém, juntou cerca de um milhar de pessoas, entre consumidores, produtores, chefs e enófilos. 

A iniciativa foi organizada pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) e, segundo o seu presidente, Luís de Castro, este é ”um evento que se pretende de nicho, com o propósito de irmos afirmando de forma consistente os nossos vinhos. Queremos que os produtores interajam, de forma didática, com quem os aborda e isso é mais fácil em eventos pequenos. Também com os olhos postos na formação, estamos a organizar Masterclasses, desta feita para o canal HoReCa”, afirmou.

O Tejo a Copo 2019 contou com 18 produtores, nomeadamente Adega de Almeirim, Adega do Cartaxo, Casa Paciência, Casal Branco, Casal do Conde, Casal das Freiras, Enoport, Falua, Pinhal da Torre, Pitada Verde, Quinta da Alorna, Quinta da Atela, Quinta da Badula, Quinta da Lapa, Quinta da Lagoalva, Quinta da Ribeirinha, Vinhos Lambéria e Vinhos Zé da Leonor.

Sob o tema “Fernão Pires, a casta mais emblemática do Tejo”, a CVR Tejo promoveu, dentro do evento, uma prova comentada pelo jornalista e crítico Fernando Melo. Os 24 lugares disponíveis foram poucos para os interessados.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves