PUB

chamusca festival7

PUB

fngastronomia

Economia

 barquinha

Um empresário de Abrantes está a preparar um investimento de 70 milhões de euros num bioparque projetado para nascer em Vila Nova da Barquinha, e que terá mais de 250 animais distribuídos por 43 hectares, em diferentes habitats.

Citado pela agência Lusa, João Paulo Rodrigues, refere que este seu investimento, que se chamará BARK e será o primeiro no país, segundo na Europa e quinto no mundo aberto à noite, foi pensado como "centro de conservação de espécies em vias de extinção.

O BARK, pensado também como centro de conhecimento, pretende juntar a investigação científica com o desenvolvimento de programas ambientais e deverá criar 150 postos de trabalho diretos e receber 450 mil visitantes no primeiro ano.

O investimento vai ser preparado ao longo dos próximos três anos, estando previsto que as portas abram em 2021, recriando quatro habitats: Arquipélago Indonésio, Pantanal, Peneda-Gerês e Savana Africana.

Segundo o projeto, apresentado na sexta-feira, 15 de fevereiro, na Assembleia Municipal da Barquinha, o BARK terá ainda vários equipamentos de apoio ao visitante como um hotel de quatro estrelas com 130 quartos, um restaurante com 300 lugares sentados, um centro pedagógico e 397 lugares de estacionamento.

O presidente da Câmara da Barquinha, Fernando Freire, disse à Lusa que este projeto privado, "a edificar em terrenos do município, contará com o apoio inequívoco do executivo para dotar a região com forte componente turística, espaço para "visitar" para além das ofertas já existentes e de relevo nacional".



PUB

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

Quem está Online?

Temos 971 visitantes e 0 membros em linha