chamusca voulevartecomigocms banner carnaval

Cultura

praca maior apresentacao

A Associação Praça Maior, criada por um grupo de oito ex-forcados para gerir a Monumental Celestino Graça, em Santarém, apresentou este sábado, 26 de janeiro, o cartel das três corridas de touro que vai realizar na praça scalabitana, a maior do país.

João Moura e António Ribeiro Telles são os cabeças de cartaz da primeira corrida da época, a 17 de março, às 16h00, inserida nas festas da cidade e organizada em parceria com a autarquia, que contará ainda com Francisco Palha.

Os seis toiros Cunhal Patrício serão pegados pelos Forcados Amadores de Santarém e Vila Franca de Xira.

A 10 de junho, feriado nacional, às 18h00, realiza-se a segunda corrida da temporada, a “Corrida do Ribatejo”, que terá como nomes principais os cavaleiros António Ribeiro Telles e Luís Rouxinol, que terão a seu lado João Salgueiro da Costa.

A corrida, organizada em parceria com a Associação Empresarial da Região de Santarém (NERSANT) será um forte desafio para os forcados da cidade, que pegarão os seis touros de José Luis Vasconcellos e Souza d’Andrade.

A terceira tourada organizada pela “Praça Maior” realiza-se em parceria com a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) e o CNEMA, a 16 de junho, último dia da Feira Nacional de Agricultura.

O cartel coloca lado a lado os cavaleiros João Moura Jr., João Ribeiro Telles e Francisco Palha, e os Forcados Amadores de Santarém e Montemor, que lidarão touros de Veiga Teixeira.

A associação “Praça Maior”, criada sem nenhuns objetivos de natureza financeira, pretende devolver a Praça Celestino Graça “à cidade, às suas gentes e à própria afición nacional”, terminando com o declínio acentuado desta praça de Toiros, tanto em termos de importância e prestígio (hoje uma sombra do que já foi), como em termos de assistência e das próprias condições físicas do imóvel, votado a um quase abandono. A situação era crítica, exigindo-se uma tomada de posição.

praca maior apresentacao2

cartaxoformacaovozruibatea

A companhia de teatro Área de Serviço está a organizar um workshop de voz com o cantor lírico e professor Rui Baeta, que vai decorrer nos próximos dias 16 e 17 de fevereiro, nas instalações da Sociedade Cultural e Recreativa de Vale da Pinta.

Esta formação “promove o conhecimento do indivíduo sobre a sua própria voz como veículo capital de comunicação verbal de emoções e intenções, e posteriormente a sua aplicação e demonstração no repertório dramático, textos ou improvisações”, explica um comunicado da Área de Serviço, salientando que a voz é um dos instrumentos mais importantes de qualquer ator ou atriz.

Nascido em Faro, em 1975, Rui Baeta estudou no Conservatório Nacional de Lisboa com Filomena Amaro, na Escola Superior de Música de Lisboa com Luís Madureira, na Mozarteum Internationale Sommerakademie (Áustria), com Richard Miller e na Académie Francis Poulenc (França) com François Le Roux.

De natureza teórico-prático, em que serão “apresentados o aparelho vocal e as suas componentes, identificadas as características da voz dos participantes, e executados exercícios de desenvolvimento vocal”, o workshop tem um valor de inscrição de 35 euros por formando.

constanciaautarcapolaco

Na próxima aula pública de carrilhão, que decorre esta sexta-feira, 25 de janeiro, a partir das 16 horas, em Constância, vai ser executada uma peça em memória de Pawel Adamowicz, o presidente da Câmara de Gdansk, na Polónia, que morreu após ter sido esfaqueado durante um evento de caridade, no dia 14 de janeiro.

No seguimento do homicídio, a compositora polaca Katarzyna Kwiecien-Dlugosz, natural de Gdansk, escreveu para carrilhão uma composição em sua honra, “Epitafium em memória de Pawel Adamowicz”, sendo esta a peça que vai ser interpretada carrilhanistas Ana e Sara Elias.

Presidente da Câmara de Gdansk durante 20 anos, Pawel Adamowicz foi um enorme apoiante da arte do carrilhão nesta cidade, tendo sido responsável pela aquisição de 3 carrilhões.

Recorde-se que sob o lema “Divulgação do Carrilhão e do Órgão, da sua Música e da Arte de os Tocar”, o Centro Internacional do Carrilhão e do Órgão (CICO) de Constância promove todas as últimas sextas-feiras do mês, junto ao Anfiteatro dos Rios, uma aula pública de carrilhão.

Simulacro da Proteção Civil no Entroncamento - Fotos: José Neves