PUB

BANNERREDEREGIONAL festival 7

PUB

fngastronomia

Pais e encarregados de educação dos alunos da escola básica de São Bento, em Santarém, vão eleger esta sexta-feira, 23 de maio, entre as 17h30 e as 19h00, os corpos sociais da nova associação de pais daquele estabelecimento de ensino do primeiro ciclo.

A única lista a votos inclui os nomes de Isabel Costa (Assembleia Geral), Helena Fagulha (Conselho Executivo), e Maria Manuel Durão (Conselho Fiscal).

matematica

Um aluno do 6.º ano da Escola Secundária Manuel Fernandes, em Abrantes, sagrou-se este ano campeão mundial de cálculo mental, entre mais de 36 mil participantes de 61 diferentes países.

A história, da autoria da agência Lusa, vêm hoje em vários jornais nacionais, explica que João Silva Bento, de 12 anos, participou nos Campeonatos SuperTmatik, que decorrem anualmente "online", envolveu 36.725 finalistas de 61 nacionalidades diferentes, tendo conquistado o 1.º lugar no seu escalão, com um tempo de resolução de 42,5 segundos, às 10 equações que lhe foram apresentadas.

"João Bento tem revelado uma apetência invulgar para o cálculo mental", disse à agência Lusa o seu professor de Matemática, António Percheiro, tendo observado que o jovem campeão do mundo de cálculo mental "é um aluno com dificuldades a Matemática", tendo reprovado na disciplina no final do segundo período do presente ano letivo.

Uma situação que a presidente da associação de professores de Matemática, Lurdes Figueiral, diz que não é nada que surpreenda, e que vem apenas sublinhar a incapacidade das escolas e dos professores lidarem com estes casos em contexto de sala de aula.

No entender da professora de Matemática, alunos com muitas capacidades têm a tendência para considerar o trabalho de sala de aula pouco estimulante e desafiante, “tornando-se medíocres, porque se cansam da rotina”.

João Silva Bento, no entanto, diz á Lusa que gosta “mais ou menos” da disciplina de Matemática, e melhorou bastante os resultados escolares no seguimento da conquista do troféu.

tomarequipamentosrecolhidos

A comunidade estudantil de Tomar recolheu aproximadamente três toneladas de resíduos elétricos e eletrónicos no âmbito de uma campanha que teve como objetivo sensibilizar alunos, pais, encarregados de educação e funcionários para o problema deste tipo de lixos e para os perigos que lhes estão associados.

Esta campanha decorreu no âmbito do projeto internacional EWASTEU, cuja 2ª edição decorreu no Instituto Politécnico de Tomar (IPT), escola onde no passado dia 14 de maio foram reunidos todos os equipamentos em fim de vida recolhidos durante a ação.

Os resíduos seguiram para o Centro de Desmantelamento da Resitejo, entidade que também colaborou neste projeto que envolveu ainda a Câmara de Tomar e a Rede de Formação Tecnológica e Profissional do Médio Tejo (RFTPMT).

A nível das escolas, a recolha dos monos envolveu as secundárias Santa Maria do Olival e Jácome Ratton, as EB's dos 2º e 3º ciclos D. Nuno Álvares Pereira, Gualdim Pais e Santa Iria, o Centro de Formação Profissional de Tomar e o IPT.

A ação contou ainda com a colaboração de alunos e professores de instituições de ensino superior de Portugal, Bélgica, Bulgária, Lituânia, Grécia e Turquia.

Mais artigos...

PUB

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

PUB

Quem está Online?

Temos 904 visitantes e 0 membros em linha