PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos

centro escolar sacapeito1

O Centro Escolar do Sacapeito, situado junto à praça de touros Celestino Graça, em Santarém, abriu oficialmente as portas à comunidade escolar esta sexta-feira, 11 de setembro. Com capacidade para acolher 300 alunos, o novo estabelecimento de ensino vai abrir com apenas metade da sua capacidade ocupada, uma situação que deverá ser corrigida nos próximos anos.

"Vamos deixar os pais fazer as suas escolhas" referiu à Rede Regional a vereadora com o pelouro da educação na Câmara de Santarém, Inês Barroso, acrescentando que "este espaço oferece melhores condições pedagógicas que a antiga escola do Salvador", uma alusão à polémica que envolveu o encerramento da antiga escola primária situada no centro histórico da cidade, que apresentava sinais evidentes de alguma degradação.

"Foi uma decisão difícil mas necessária", reforçou a autarca, acrescentando que não é intenção da autarquia encerrar mais nenhum estabelecimento de ensino nos próximos anos.

O novo centro escolar vai receber este ano 158 alunos, que serão distribuídos por 4 salas do primeiro ciclo (108 alunos) e duas do ensino pré-escolar (50 alunos). Por abrir ficam outras 4 salas do primeiro ciclo e duas do pré-escolar.

Com alguns equipamentos ainda incompletos, como é o caso da biblioteca, ainda sem livros mas já com os computadores instalados, o Centro Escolar do Sacapeito é um edifício moderno, de dois pisos, salas de cores variadas - do verde ao vermelho, sem esquecer o amarelo e o laranja - casas de banho adaptadas aos mais novos, refeitório e um enorme espaço de recreio no exterior.

 

Um "calvário" de 4 anos que custou quase 3 milhões de euros

centro escolar sacapeito3

Até ser inaugurado esta sexta-feira, o Centro Escolar do Sacapeito passou por um complexo processo de obras que se arrastou durante mais de 4 anos. A construção foi adjudicada em Maio de 2011, por um valor a rondar os 2,7 milhões de euros (80 por cento financiadas pelo QREN), e as obras iniciaram-se em Outubro desse ano, na altura com um prazo de conclusão de nove meses, esperando-se que pudesse abrir ainda a tempo do início do ano lectivo de 2012-2013.

No entanto, as obras viriam a ser suspensas durante mais de ano e meio devido a diversos problemas de construção do edifício que, pouco tempo depois após a construção, apresentava já enormes rachas. Os problemas só viriam a ser corrigidos após novas obras, iniciadas em julho do ano passado, e que terminaram já este ano.

Trânsito à experiência

centro escolar sacapeito3

A abertura do Centro Escolar do Sacapeito vai fazer aumentar o trânsito naquela zona da cidade, nomeadamente nas ruas que dão acesso á nova escola.

Para minorar os problemas, e numa fase inicial, a autarquia vai colocar sentidos únicos em algumas ruas, permitindo o acesso pela rua Pedro Cid e pelo Campo Emílio Infante da Câmara, pelas traseiras do centro escolar, com a saída a fazer-se em direção à rua Padre João Rodrigues Ribeiro.

Segundo o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, o assunto irá à reunião do executivo de segunda-feira, 14 de setembro, mas a autarquia quer observar a a forma como a circulação fluirá nos primeiros dias de abertura para passar a solução a definitiva ou alterá-la consoante as necessidades.

alcanenalivrosescolares

A Associação de Pais de Alcanena (APAL) está a dinamizar até ao próximo dia 4 de setembro uma campanha de recolha de livros usados e outro material escolar em bom estado (como calculadoras, dicionários e compassos, entre outros), com vista à sua distribuição junto dos alunos mais carenciados.

Os interessados em participar podem entregar o material nas sedes das juntas de freguesia da sua área de residência, sendo a sua posterior distribuição pelas crianças carenciadas feita em articulação com as escolas que as próprias frequentam.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal, das Juntas de Freguesia e do Agrupamento de Escolas de Alcanena, "visa diminuir os custos do ensino para as famílias, motivar as crianças para preservarem os livros que têm e motivar a solidariedade na nossa sociedade concelhia", explica uma nota de imprensa da autarquia.

Na sequência desta campanha, a APAL vai realizar a sua primeira "livraria Aberta" nos dias 2 e 3 de setembro, durante a qual procederá à oferta dos livros escolares disponíveis aos alunos do agrupamento local.

Esta iniciativa decorre entre as 10 e as 17 horas nas instalações Associação de Desenvolvimento Socioeducativo e Cultural ABC de Alcanena, que é parceira da APAL neste projeto.

alpiarcaacaosocialescolar

A Câmara Municipal de Alpiarça aprovou, em reunião da autarquia, o reforço dos auxílios económicos destinados à ação social escolar e ao apoio às famílias com crianças a frequentar a escola.

Segundo uma nota de imprensa da autarquia, os apoios, que se destinam tanto ao pré-escolar como ao 1º ciclo do ensino básico, os "valores de comparticipação a livros e material situam-se entre os 53 e os 77% acima do definido na legislação".

No ano letivo que está prestes a iniciar-se, a autarquia vai implementar a distribuição de lanche a todos os alunos, e que será gratuito para as crianças que têm escalão A, custando 20 cêntimos ao que têm escalão B e 40 cêntimos aos restantes.

"No que respeita ao escalão A, a alimentação é gratuita e o restante apoio para livros e material escolar, de 65 euros, está 64% acima para os 1º e 2º anos do 1º ciclo e 42% acima para os 3º e 4º anos", esclarece a mesma nota, acrescentando que "no escalão B, a alimentação é comparticipada a 50% e o restante apoio, de 35 euros, situa-se 77% acima para os 1º e 2º anos do 1º ciclo e 53% acima para os 3º e 4º anos".

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

Quem está Online?

Temos 623 visitantes e 0 membros em linha