PUB

chamusca feira

PUB

insantarem

constanciacaf

Os pais e encarregados de educação de Constância deram nota positiva à Componente de Apoio à Família (CAF), que garante o serviço de refeições e prolongamento de horário em todos os estabelecimentos de ensino do pré-escolar e do primeiro ciclo do ensino básico no concelho.

A avaliação foi feita através de um inquérito efetuado pelo Gabinete de Ação Social, Saúde e Educação da autarquia, onde os pais se pronunciaram de forma positiva sobre as instalações dos centros de tempos livres que funcionam em Constância, Montalvo e Santa Margarida da Coutada, o atendimento e as atividades desenvolvidas, e a avaliação dos serviços de refeições e de prolongamento de horário.

O CAF de Constância tem como entidade responsável a Associação Os Quatro Cantos do Cisne, que gere os serviços em parceria com o agrupamento de escolas de Constância e com a Câmara de Constância. 

wilson barbeiro

Wilson Barbeiro, aluno do curso de Design e Tecnologia das Artes Gráficas do Instituto Politécnico de Tomar, sagrou-se campeão nacional no Skills Portugal, na modalidade de impressão Offset.

O aluno está neste momento a receber formação para participar no EuroSkills, em Lille na França, no próximo mês de Outubro, e está confiante de que pode vencer, à semelhança da experiência vivida em território nacional.

cartaxocasaispenedosescola

As escolas básicas de Casais Lagartos e Casais da Amendoeira, na freguesia de Pontével, não vão abrir as portas no ano letivo que se inicia em setembro, segundo o que consta de um ofício enviado pela Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo (DRE-LVT) à Câmara do Cartaxo.

Segundo o delegado deste organismo, João Passarinho, a reorganização da rede escolar está concluída e seguiu os critérios definidos pelo Ministério da Educação, pelo que estes dois estabelecimentos escolares têm o seu encerramento oficial marcado para o próximo dia 1 de setembro.

A comunicação chegou na segunda-feira, 23 de junho, à Câmara do Cartaxo, que, curiosamente, aguarda por uma resposta do Ministério da Educação a uma exposição enviada pelo presidente Pedro Magalhães Ribeiro cerca de duas semanas antes, no dia 12.

O autarca pediu uma reunião com caráter de urgência ao ministro da Educação, mas Nuno Crato parece demasiado ocupado para receber a delegação do Cartaxo ou sequer para responder aos argumentos apresentados pela autarquia para justificar o não encerramento daquelas duas escolas.

A Câmara promete continuar a lutar contra a decisão do ministério, pois, segundo a exposição dirigida a Nuno Crato, as escolas em causa têm "boas condições de funcionamento fruto do investimento efetuado pela autarquia e do empenho de encarregados de educação, professores e do agrupamento escolar".

O seu encerramento "obrigaria à deslocação de dezenas de crianças numa freguesia com rede de transportes públicos deficitária e famílias com dificuldades financeiras", considera o autarca, acrescentando que o município já deu início à revisão da Carta Escolar, e que deverá ser esse o documento a ter em conta numa futura reorganização da rede escolar do concelho.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

Quem está Online?

Temos 423 visitantes e 0 membros em linha