entroncamentomuseuferroviario

O recém criado banco de livros escolares do Museu Nacional Ferroviário (MNF), no Entroncamento, abriu as suas portas ao público esta segunda-feira, dia 4 de agosto.

Localizado na carruagem auditório do museu, que se situa junto à estação ferroviária da cidade, este banco tem por princípio "a gratuitidade total - quer dos livros, quer dos serviços prestados pelos voluntários dos bancos de apoio", segundo o site do MNF.

Para a sua criação, o MNF associou-se ao movimento "reutilizar.org", que aceita a entrega de todo o tipo de livros, independentemente do estado de conservação.

O objetivo é, segundo a mesma nota, "disseminar por todo o país o reaproveitamento dos manuais, através de bancos de troca", sendo que, neste momento, já existem em Portugal cerca de 200 associados a este movimento fundado pelo explicador Henrique Trigueiros Cunha.

Os manuais, acessíveis a alunos de todos os estratos sociais, com ou sem dificuldades económicas e de vários anos de escolaridade, podem ser entregues e levantados na carruagem auditório de segunda a sexta-feira das 11 às 16 horas, sem interrupção para almoço.

Este novo serviço visa também começar a chamar a população às instalações do museu, que está a sofrer obras de requalificação e vai abrir no próximo mês de outubro, já remodelado.