A Tertúlia do Instituto Politécnico de Santarém (IPS) realizou esta segunda-feira, 10 de março, uma conferência sobre “Sofrologia e Pedagogia” que teve como oradoras Viviana Loche e Ana Viegas Cruz, diretoras das Escolas de Sofrologia Caycediana de Milão e de Santarém.

A sofrologia, que significa o estudo da consciência em harmonia, é uma disciplina que nasceu há cerca de meio século no seio da neuropsiquiatria, por impulso de Alfonso Caycedo, um médico neuropsiquiatra natural da Colômbia e radicado em Espanha.

A conferência de Santarém excedeu as expectativas não só da organização, que teve de aumentar o número de lugares disponíveis, como do público, composto essencialmente por alunos da Escola Superior de Educação, da Universidade da Terceira Idade de Santarém e da associação Farpa, entre outros.

O público participou com bastante interesse em alguns exercícios de respiração que ajudam a controlar a ansiedade e a tensão através do controlo do corpo.

Na Colombia a Sofrologia é uma disciplina que todos os alunos usufrem até entrarem na universidade, em Portugal existem três escolas deste género, sendo que uma delas se situa na cidade de Santarém e as outras em Lisboa e Porto.

Nesta altura, em Santarém, está a ser leccionado um curso com a duração de 2 anos lectivos onde se aprende a dar valor às pessoas (diamantes), onde se fala de saúde, sono, alimentação, educação, concentração e a relação com o seu corpo.

A conferência abordou ainda o Método VES (Valores, Estudo, Sofrologia) que está indicado principalmente para pais e filhos e está a ter muito sucesso.

A Escola de Sofrologia Caycediana de Santarém existe desde 2011 e reúne uma equipa especializada que ajuda na formação de outras pessoas.