O Instituto Politécnico de Santarém (IPS) recebeu a distinção de “Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2019”, atribuída pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), numa cerimónia que decorreu no Convento de São Francisco, em Coimbra.

Slide thumbnail

Sem incluir qualquer prémio monetário, esta distinção tem “como objetivo promover o reconhecimento e distinção pública de práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade”, explica uma nota de imprensa do IPS.
O prémio “vem reforçar a saudável parceria” que o politécnico tem não só com IEFP, através de programas no âmbito da integração, “como também da política de pluralismo implementada no recrutamento dos recursos humanos, fomentando o desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos trabalhadores com implementação de práticas de igualdade e inclusão social alargadas a toda a comunidade”, acrescenta a mesma nota.
A distinção “Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2019” foi entregue ao presidente do IPS, José Mira Potes e à professora Marta Uva, que marcaram presença na cerimónia em Coimbra, organizada pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional em parceria com a Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE), a Associação Portuguesa da Gestão das Pessoas (APG) e o Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (BCSD Portugal).
Com uma periodicidade bianual (a marca é atribuída em anos ímpares), a edição deste ano contou com 112 candidaturas, 28 vencedores, sendo o IPS uma das duas instituições de ensino superior distinguidas.