PUB

chamusca covid continua

PUB

banner cms juntos


Apesar de não serem alarmantes, os efeitos da seca prolongada estão a fazer-se sentir um pouco por todo o Ribatejo.

No norte do distrito de Santarém, os criadores de gado ovino e caprino viram-se obrigados a aumentar as despesas com rações por causa da falta de pastos, assim como dificilmente vão conseguir fazer armazenagem para o Inverno.

A sul, nos extensos campos da Lezíria, são os produtores de cereais, tomate e vinha aquele que se queixam mais da ausência da chuva.

“Sendo uma região de regadio, não temos prejuízos tão elevados como o Alentejo, mas não podemos dizer que escapámos à seca”, disse à Rede Regional Amândio Freitas, da Federação dos Agricultores do Distrito de Santarém (FADS), explicando que o recurso à rega foi o que acabou por salvar os produtores ribatejanos, sobretudo nos caso do tomate e dos hortícolas.

“Este ano, os furos conseguiram aguentar as regas, mas, se não chover em quantidade suficiente para repor os lençóis freáticos, vamos ver o que nos reserva o futuro”, acrescenta, no entanto, o responsável.

Vindimas com duas semanas de atraso

No caso da vinha, uma das culturas que ocupa maior área na lezíria, o calor elevado afectou o desenvolvimento normal da uva no cacho.

“Parte dos cachos estão bastante magros e com muito menos grau do que seria normal”, afirmou à Rede Regional, António Joaquim Noronha, o director de produção da Agro Alpiarça, explicando que os dias de maior calor atingiram as uvas quando estas ainda não tinham um grau de maturação suficiente para suportar essas temperaturas.

O calor vai atrasar as vindimas “duas a três semanas em relação aos anos anteriores”, estimou o responsável durante uma visita a algumas das vinhas da cooperativa, que tem cerca de 70 hectares em produção no concelho, e onde são visíveis muitos cachos secos ainda nas cepas.

Com a falta de humidade no solo e com a seca, a Agro Alpiarça viu-se na contingência de recorrer à rega, “o que já não acontecia há muitos anos”, acrescentou ainda António Joaquim Noronha, salientando que “por outro lado, isso aumentou bastante os custos de produção, tendo em conta o dinheiro gasto em combutível”.

De qualquer forma, a cooperativa estima manter os níveis de produção alcançados o ano passado.


A 30º edição da feira agrícola e comercial de Alpiarça – Alpiagra, que se realiza entre os dias 8 e 16 de Setembro, vai dedicar especial atenção aos vinhos dos produtores e casas agrícolas do concelho e da região do Tejo.

“Pela sua natureza, a Alpiagra é um certame que tem todas as condições para promover condignamente o sector vitivinícola, tendo em conta a sua importância económica e social a nível local, e o facto de termos deixado de realizar a Feira do Vinho”, explicou o presidente da Câmara de Alpiarça, Mário Pereira, na segunda-feira, 27 de Agosto, durante a conferência de imprensa que serviu para apresentar o certame.

Segundo o autarca, não vão faltar provas de vinhos e espaços de tertúlia com animação permanente para levar os visitantes à descoberta da oferta dos expositores deste sector, concentrados este ano no pavilhão de exposições do recinto.

Apesar da contenção no orçamento do certame, o facto de se tratar da 30ª edição levou a Câmara a preparar “um programa que sirva de homenagem a todos aquele que lançaram, construíram e afirmaram a Alpiagra, enquanto mostra de excelência de toda a actividade económica do concelho”, acrescentou ainda Mário Pereira.

Este ano, e tendo a conta a crise que afecta todos os agentes económicos, a Câmara reduziu entre 40 a 60% no preço cobrado pelos stands, como forma de apoiar e estimular a presença das empresas locais.

Como é hábito já das edições anteriores, a Alpiagra dará ainda destaque à agricultura biológica, com a presença de todos os produtores do Núcleo PROVE de Alpiarça, à gastronomia e doçaria, em que o espaço dos restaurantes terá animação diária, e à música, com destaque para os concertos de Toy, no dia 9 de Setembro, e de uma banda de tributo aos Xutos & Pontapés, no dia 14.

O programa dos espectáculos inclui ainda o 30º festival de folclore da Alpiagra, organizado em parceria entre os dois ranchos folclóricos da vila (dia 15), um teatro de revista (dia 8) e um espectáculo de bandas filarmónicas organizado pela Sociedade Filarmónica Alpiarcense 1º de Dezembro (dia 16, a encerrar o certame).

Várias adegas da região vitivinícola do Tejo vão estar de portas abertas, no fim de semana de 8 e 9 de Setembro, para mostrar um poço da cultura do vinho. A iniciativa, chamada ‘Portas Abertas do Tejo 2012’, vai permitir aos visitantes participar ativamente no processo da vindima.

Segundo a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo), entidade organizadora da iniciativa, os 20 produtores que este ano se vão associar ao evento já deram início aos preparativos para receber os mais de 2 mil visitantes (do país e do estrangeiro) que se esperam na região ao longo do fim de semana. 

“De ano para ano, verificámos que os produtores aderentes encaram esta ação com entusiasmo renovado e preparam programas de atividades cada vez mais completos e criativos, pensados para cativar e aproximar as diferentes gerações de visitantes das tradições e da cultura do vinho”, refere José Pinto Gaspar, presidente da CVR Tejo.

Além das vindimas, o programa de atividades de diversos produtores do Tejo vai contemplar visitas às vinhas e às adegas, onde serão explicados os processos de vinificação, bem como provas de vinhos, de mostos e de doces regionais, almoços nas adegas, espetáculos de variedades equestres, passeios de trator e de charrete.

De referir que, à semelhança da última edição do ‘Portas Abertas do Tejo’, os visitantes terão também acesso a ofertas especiais e descontos até 50% na aquisição de vinhos nas lojas dos produtores participantes.

Em 2012, os vinhos do Tejo estimam novo crescimento, a rondar os 10%, em contra-ciclo com a tendência decrescente que o desempenho do setor vem observando. Ao nível da certificação, a CVR Tejo espera emitir mais de 17 milhões de selos, correspondentes a uma receita na ordem dos €40M. 

Saiba mais em www.cvrtejo.pt.

Mais artigos...

PUB

PUB

PUB

Scalhidraulica

PUB

promo almeirim1

Quem está Online?

Temos 617 visitantes e 0 membros em linha