PUB

chamusca natal

PUB

cimt slideshow

PUB

reino natal

PUB

elgalego 2019

banner coruche natal1

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) apoiou 42 empresas da região na submissão de candidaturas ao QREN, num montante que ultrapassa 1 Milhão de euros.

De referir que as 42 candidaturas enviadas a 3 de Fevereiro incidem maioritariamente nas áreas da internacionalização, da qualidade e da organização e gestão de tecnologias de informação e comunicação.

As candidaturas aprovadas no âmbito do Vale Inovação têm uma despesa mínima elegível de 5.000€ e uma despesa máxima de cerca de 33.000€, uma vez que o valor máximo do incentivo é de 25.000€ (taxa de comparticipação da despesa elegível de 75%).

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) demonstrou esta terça-feira, 7 de fevereiro, disponibilidade para cooperar na transferência de tecnologia com a Associação Empresarial da Beira (AEB), no centro de Moçambique, para ajudar esta região a ser um centro produtivo e não apenas comercial.

A disponibilidade foi manifestada pelo presidente da comissão executiva da Nersan, António Campos, que, em declarações à Agência Lusa em Maputo, disse que a associação vai assinar esta semana com a AEB um protocolo de cooperação na área de transferência de tecnologia.

Este protocolo insere-se na aposta portuguesa na internacionalização das suas empresas, que pode passar até pela deslocalização para países como Moçambique, que detém um enorme potencial empresarial e económico.

"Há condições para sair um casamento perfeito, porque Santarém é uma região heterogénea em termos económicos e empresariais, com possibilidades desde o setor primário até ao terciário, e o estágio de desenvolvimento de Moçambique coloca desafios em todos esses segmentos", frisou António Campos, acrescentando que agricultura, agro-processamento, indústria e metalomecânica são setores em que se podem estabelecer parcerias com os empresários da Beira, a segunda maior cidade de Moçambique.

António Campos faz parte da missão de empresários da região que está desde ontem e até dia 12 em Moçambique para desenvolver as relações bilaterais entre Santarém e este país de língua oficial portuguesa.

O vinho do Tejo “Ikon Chardonnay / Trincadeira das Pratas Branco 2008”, produzido pela Fiúza & Bright, foi eleito pela revista norte-americana Wine Enthusiast como o sexto melhor vinho do mundo e o melhor português no ano 2011.

A revista anunciou recentemente o ranking dos 100 vinhos mais “especiais” de 2011, ou seja, néctares que, apesar de não serem de consumo corrente, deveriam ser bebidos com mais frequência. Entre os seis vinhos portugueses presentes no ranking da ‘Enthusiast 100’, figura ainda um outro vinho produzido na região do Tejo – o “Padre Pedro Reserva Tinto 2007”, da Casa Cadaval. Refira-se que a Região do Tejo foi a única em Portugal a classificar dois vinhos entre os 100 melhores.

Para apurar os 100 vinhos que integram esta restrita lista, o painel de jurados da Wine Enthusiast considerou diversos  factores, como o preço, a suavidade e singularidade, as origens do vinho e as castas e estilos, tendo provado, ao longo do último ano, uma selecção de 16 mil vinhos.

Recorde-se que, também recentemente, a mesma revista americana havia já destacado os vinhos do Tejo ‘Azul Portugal Tinto 2008’ e ‘Marquesa de Cadaval Tinto 2007’, escolhidos para figurar no top 100 dos néctares que considera serem as “melhores compras” e “melhores vinhos de guarda” de 2011, respectivamente.

Com um universo de cerca de 680 mil leitores, a Wine Enthusiast Magazine aborda as editorias de vinhos, bebidas espirituosas, gastronomia, viagens e lazer.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

anuncio2020

PUB

cmcartaxo natal

PUB

PUB

politeama rainhadaneve

Quem está Online?

Temos 468 visitantes e 0 membros em linha