PUB

chamusca ilha

PUB

reino natal

O projecto da Nersant “EmpCriança” chegou à escola básica (EB1) do Charco em Almeirim, onde os alunos do 4º ano já começaram a ter as primeiras noções sobre empreendedorismo. “O objectivo é “familiarizar as crianças com os conceitos da actividade empresarial”, de acordo com uma nota de imprensa da Nersant, que neste momento tem este projecto em curso em 13 escolas, envolvendo 23 turmas, 23 professores e um total de 458 alunos.

Vários responsáveis da Nersant estiveram neste estabelecimento de ensino para iniciar a formação acreditada aos professores, que lhes permite somar créditos para a evolução de carreira. Nesta sessão, foi explicada aos professores a estrutura de todo o processo, “tais como a definição do conceito de empresa e das suas actividades, e a definição e discussão em torno da importância do marketing”, entre outras questões. “O nosso objectivo enquanto associação empresarial é despertar o interesse das crianças para a actividade empresarial, numa lógica integrada”, afirmou António Campos, presidente da comissão executiva da Nersant.

Segundo explica a associação empresarial do distrito de Santarém, o “EmpCriança” faz parte de um projecto mais vasto, o “Lezíria Empreende”, que visa a criação de um “ecossistema empreendedor”. As temáticas do empreendedorismo e da sensibilização para a actividade empresarial são depois continuadas no ensino secundário, com o “EmpreEscola”, que também já está a decorrer. A Nersant dinamiza ainda o ApoiarMicro, que faculta apoio técnico e jurídico para a concretização efectiva de ideias de negócio, segundo a mesma nota de imprensa.

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) apoiou 42 empresas da região na submissão de candidaturas ao QREN, num montante que ultrapassa 1 Milhão de euros.

De referir que as 42 candidaturas enviadas a 3 de Fevereiro incidem maioritariamente nas áreas da internacionalização, da qualidade e da organização e gestão de tecnologias de informação e comunicação.

As candidaturas aprovadas no âmbito do Vale Inovação têm uma despesa mínima elegível de 5.000€ e uma despesa máxima de cerca de 33.000€, uma vez que o valor máximo do incentivo é de 25.000€ (taxa de comparticipação da despesa elegível de 75%).

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) demonstrou esta terça-feira, 7 de fevereiro, disponibilidade para cooperar na transferência de tecnologia com a Associação Empresarial da Beira (AEB), no centro de Moçambique, para ajudar esta região a ser um centro produtivo e não apenas comercial.

A disponibilidade foi manifestada pelo presidente da comissão executiva da Nersan, António Campos, que, em declarações à Agência Lusa em Maputo, disse que a associação vai assinar esta semana com a AEB um protocolo de cooperação na área de transferência de tecnologia.

Este protocolo insere-se na aposta portuguesa na internacionalização das suas empresas, que pode passar até pela deslocalização para países como Moçambique, que detém um enorme potencial empresarial e económico.

"Há condições para sair um casamento perfeito, porque Santarém é uma região heterogénea em termos económicos e empresariais, com possibilidades desde o setor primário até ao terciário, e o estágio de desenvolvimento de Moçambique coloca desafios em todos esses segmentos", frisou António Campos, acrescentando que agricultura, agro-processamento, indústria e metalomecânica são setores em que se podem estabelecer parcerias com os empresários da Beira, a segunda maior cidade de Moçambique.

António Campos faz parte da missão de empresários da região que está desde ontem e até dia 12 em Moçambique para desenvolver as relações bilaterais entre Santarém e este país de língua oficial portuguesa.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

politeama rainhadaneve

PUB

Quem está Online?

Temos 603 visitantes e 0 membros em linha