PUB

chamusca ilha

PUB

reino natal

A sessão de esclarecimento que a Nersant promoveu sobre oportunidade de negócio e investimento no Brasil reuniu mais de 50 empresários ribatejanos, cada vez mais interessados nas potencialidades deste mercado.

Segundo a associação empresarial, os sectores da construção, energia, tecnologias ambientais, equipamentos médicos e alimentação e bebidas constituem algumas das melhores oportunidades de negócio Brasil, que em breve deverá tornar-se a 5ª maior economia mundial.

A língua é sem dúvida uma vantagem competitiva para as empresas portuguesas, num país em franca ascensão e onde a taxa de desemprego ronda os 4,7%.

Através de uma nota de imprensa, a Nersant sublinha que “devido à realização do mundial de futebol e dos jogos olímpicos, bem como à implementação do programa PAC2, a construção de todo o tipo de infra-estruturas será uma das oportunidades mais importantes para as empresas portuguesas de construção, cujo sector está bastante debilitado”.

A associação já tinha divulgado estas ideias estratégicas no Guia do Exportador que publicou para o mercado brasileiro, e que se encontra disponível para qualquer empresa que a ele deseje aceder.

Recorde-se que, no próximo mês de Abril, a Nersant vai levar uma missão empresarial às regiões de Goiás e Brasília, “onde a associação tem contactos preferenciais, no seguimento de uma recepção de uma comitiva de empresários e entidades governamentais destas regiões em Junho passado, durante a realização da Fersant”, salienta a mesma nota de imprensa.

O embaixador do Chile em Portugal, Fernando Ayala, e o representante em Barcelona da Corfo-Investchile, a agência chilena de desenvolvimento económico, Tomas Páblo, são dois dos convidados de um seminário que a Nersant vai realizar sobre oportunidades de negócio neste país da América do Sul.

O encontro terá lugar na sede da associação empresarial, em Torres Novas, no dia 29 de Fevereiro, a partir das 17 horas.

O facto do Chile ser a maior economia da América do Sul, sem taxas alfandegárias com a União Europeia e com o Mercosul, e com grandes apoios ao investimento estrangeiro são algumas das vantagens que vão ser apresentadas em detalhe no seminário, explica uma nota de imprensa da Nersant, que tem sinalizadas várias oportunidades de negócio e de investimento para os empresários ribatejanos.

“Considerado o país mais aberto do mundo em termos comerciais, o Chile pode constituir uma importante plataforma de distribuição de produtos para outros países vizinhos, nomeadamente o Brasil”, acrescenta ainda a Nersant.

Alguns dos melhores produtos das regiões do Ribatejo Interior e do Pinhal Interior vão estar no Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas (SISAB), que se realizará no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, entre os dias 27 e 29 de fevereiro.

Vinhos, azeites, doces de frutas, enchidos e fumeiro de marcas reconhecidas em concursos internacionais vão tentar expandir ou até mesmo iniciar-se no mercado externo, através daquela que é considerada a maior mostra de empresas portuguesas do sector.

Procurar novos contactos nos mercados internacional, principalmente, em Angola, China, Brasil, Europa Central e países da América do Norte, é o objectivo dos produtores.

Na tipologia dos vinhos apresentam-se os produtos da Quinta Casal da Coelheira, de Abrantes, Quinta Vale do Armo, de Sardoal, e Alvelus, de Prença-a-Nova. O azeite é representado pela Casa Anadia, Ourogal, Sociedade Agrícola Ouro Vegetal (SAOV) e Zé Bairrão, todos de Abrantes.

Neste SISAB, participam pela primeira vez os produtores de enchidos e fumeiro do Ribatejo Interior e do Pinhal Interior Casel, da Sertã, O Fumeiro da Beira, de Mação, e Margarido’s, de Abrantes. A Quinta de São José é a ilustre representante dos doces de frutas do Ribatejo Interior neste Salão Internacional, em Lisboa.

Mais artigos...

PUB

Rede Regional

Slide backgroundSlide thumbnail

PUB

politeama rainhadaneve

PUB

Quem está Online?

Temos 647 visitantes e 0 membros em linha